Murilo Portugal deixará presidência da Febraban no final de março

Isaac Sidney, vice-presidente executivo, disputará a chapa da próxima eleição

São Paulo

Depois de nove anos como presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Murilo Portugal anunciou nesta quinta-feira (12) que não se candidatará à reeleição após o término de seu mandato, no fim de março.

O atual vice-presidente executivo, Isaac Sidney, vai chefiar a chapa a ser apresentada na próxima eleição da diretoria executiva da federação.

Murilo Portugal deixará a presidência da Febraban
Murilo Portugal deixará a presidência da Febraban - Roberto Casimiro/Folhapress

“Agradeço ao Murilo por sua relevante contribuição. Ao mesmo tempo, dou as boas-vindas a Isaac, que [...] tem a experiência e competência necessárias para comandar a Febraban em um momento de profunda transformação do setor financeiro, seja em termos tecnológicos, regulatórios ou concorrenciais”, disse o presidente do conselho diretor da Febraban, Pedro Moreira Salles.

Portugal afirma que, depois de três mandatos consecutivos, é hora de buscar novos desafios.

“O Isaac acumulou larga experiência no setor bancário e estou seguro que dará uma excelente contribuição à federação”, afirmou.

Isaac Sidney assumiu a vice-presidência executiva da Febraban em maio de 2019. Antes, trabalhou no Banco do Brasil e no Banco Central, além de ter coordenado a área de direito bancário do escritório Warde Advogados.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.