Descrição de chapéu Coronavírus

Stone propõe usar maquininha para repassar recursos a pequenos negócios

Estimativa inicial é movimentar entre R$ 100 bilhões e R$ 150 bilhões

São Paulo

A Stone sugeriu ao governo que as credenciadoras de maquininhas sirvam como repassadoras de recursos para micro, pequenas e médias empresas.

A empresa estima que a medida movimentar entre R$ 100 bilhões e R$ 150 bilhões.

De acordo com o presidente da Stone, Augusto Lins, foi proposto um benefício semelhante ao seguro-defeso —auxílio a pescadores durante a época em que a pesca é proibida— destinado às empresas atingidas pela crise do coronavírus.

Uma pessoa faz um pagamento via maquininha de cartão de crédito
Crédito seria cedido com base no histórico de recebimento dos pagamentos com cartões dos clientes, de momentos prévios à quarentena - Karime Xavier - 18.jul.2018/Folhapress

Nesse caso, os recursos viriam do Tesouro, via financiamento a fundo perdido.

Outra proposta da companhia seria fornecer um empréstimo via maquininhas de cartão, com taxa de 3,75% ao ano, prazo de três anos para pagamento e um ano de carência.

O crédito seria cedido com base no histórico de recebimento dos pagamentos com cartões dos clientes, de momentos prévios à quarentena. As parcelas do empréstimo seriam descontadas das vendas futuras.

“A ideia é dar um fôlego e um prazo de carência para o cliente se arrumar. Dá um prazo para começar a pagar e, conforme ele se recupera, vai descontando um pouquinho do que ele deve em cada dia”, diz Lins.

Segundo o presidente da Stone, há também a sugestão de uma combinação das duas propostas.

“É preciso tentar achar uma solução para o dinheiro vir do governo e chegar até as micro, pequenas e médias empresas. Propusemos várias hipóteses. O dinheiro pode sair do Tesouro ou de algum banco público”.

Segundo ele, apesar de o governo não ter dado um prazo para avaliar a proposta, a expectativa é que a resposta chegue o quanto antes, já que os pagamentos de salários começam na semana que vem.

É um momento crítico, e se não houver um apoio rápido e forte, teremos grandes consequências”, afirma.​

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.