Via Varejo capta R$ 4,45 bi em oferta de ações na Bolsa, diz fonte

Empresa colocou 35% mais papéis à venda com demanda elevada apesar da pandemia

São Paulo | Reuters

A Via Varejo captou R$ 4,45 bilhões em uma operação de venda de novas ações (follow-on), informou uma fonte próxima à empresa nesta segunda-feira (15).

A operação é uma das poucas registradas desde que a pandemia do novo coronavírus derrubou Bolsas pelo mundo praticamente fechou o mercado para novas captações.

As ações foram vendidas a R$ 15, com um desconto de 4% sobre o preço de fechamento de R$ 15,62. A alta demanda permitiu à Via Varejo aumentar em 35% o número de ações vendidas nesta operação.

A venda de ações foi integralmente primária, ou seja, o dinheiro foi para o caixa da empresa. Além disso, a operação foi realizada apenas para investidores qualificados.

0
Roberto Fulcherberguer, presidente da Via Varejo, dona das Casas Bahia, do Ponto Frio e da operação do Extra.com, em São Paulo - Karime Xavier/Folhapress

A ação da Via Varejo subiu 6,7% nesta segunda, enquanto o Ibovespa recuou 0,45%. Apesar da queda desta segunda, a Bolsa brasileira já esboça alguma recuperação após a forte queda causada pelo temor de investidores com a pandemia.

A Via Varejo se transformou uma ação-fenônemo do mercado financeiro e figura no centro do debate de investidores pessoa física.

Casas de análise recomendam o investimento no papel com base em mudanças no negócio, que vem sendo promovidas pela empresa, e também na expectativa de que a companhia conseguirá repetir o sucesso da Magazine Luiza.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.