Allianz conclui compra de operações da SulAmérica e não vê riscos com coronavírus

Empresa alemã pagou R$ 3,2 bi por áreas de seguros de carros e residências da companhia brasileira

São Paulo

A alemã Allianz anunciou nesta sexta-feira (10) a conclusão da aquisição das operações de seguros de carros e ramos essenciais (como residenciais) da SulAmérica por R$ 3,2 bilhões. O negócio havia sido fechado em agosto do ano passado, mas dependia do aval de órgãos reguladores.

Após a fusão, as empresas terão faturamento de R$ 7 bilhões, de acordo com a Allianz.

Segundo a companhia alemã, após a aquisição ela passa a ser a segunda maior seguradora de automóveis do país, a primeira em seguro de condomínios e sobe cinco posições no ranking de seguros residenciais. O segmento de seguro de carros é liderado pela Porto Seguro.

Eduard Folch, presidente da Allianz Seguros
Eduard Folch, presidente da Allianz Seguros; aquisição de área da SulAmérica depende de aprovação de órgãos reguladores - Divulgação

O presidente da empresa no país, Eduard Folch, diz que a pandemia do novo coronavírus não muda cenário de crescimento da classe média brasileira e a expansão da demanda por seguros.

“A gente espera uma recuperação econômica em V no próximo ano. Essa crise é desafortunada, mas é temporária”, afirmou.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.