Veja as marcas de limpeza mais lembradas pelo paulistano na pandemia, segundo Datafolha

Empresas campeãs em menções dos consumidores contam o que fizeram para se destacar durante o período

São Paulo

Realizado entre 2 e 6 de julho, o levantamento do Datafolha buscou identificar os hábitos e tendências de consumo dos paulistanos antes, durante e após a pandemia do novo coronavírus.

O reflexo disso é o alto reconhecimento de marcas digitais no levantamento que mede o desempenho de empresas na quarentena.

As entrevistas foram feitas por telefone, mediante a aplicação de um questionário. Foram realizadas 700 entrevistas com moradores da capital de 16 anos ou mais, em uma amostra baseada no censo da população paulistana. A margem de erro máxima é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os entrevistados também responderam sobre qual é a marca de maior destaque, para eles, em alguns segmentos. Abaixo, veja as empresas que se destacaram na categoria higiene.

OMO
Lembrado por 9% dos entrevistados
Fundação 1957
Quanto cresceu neste ano Não informou
Como reagiu à pandemia Reforçou portfólio de produtos e serviços, com uma linha de desinfetantes, e lançou o Omo Lavanderia para quem não quer ou não pode cuidar pessoalmente das roupas em casa

"As expectativas dos consumidores em relação ao papel das marcas têm mudado rapidamente. Omo se reinventa mais uma vez para entregar soluções que possam contribuir para um futuro melhor."
(Mariana Gonçalo, gerente de marketing de Omo)

JOHNSON & JOHNSON
Lembrado por 8% dos entrevistados
Fundação 1886
Quanto cresceu neste ano 5% do faturamento do primeiro trimestre em comparação com o mesmo período de 2019
Como reagiu à pandemia Atuou em quatro frentes: cuidado com colaboradores e parceiros, proteção da continuidade dos negócios, avanços na vacina contra a Covid-19 e apoio a comunidades impactadas

"A realidade impôs novos hábitos e formas de trabalho. Foi preciso colaboração para responder às mudanças e vencer a barreira do físico para o digital."
(Ricardo Wolff, vice-presidente de estratégia e marketing da Johnson & Johnson Consumer Health no Brasil)

YPÊ
Lembrado por 8% dos entrevistados
Fundação1950
Quanto cresceu neste ano Não informou
Como reagiu à pandemia Adaptou uma linha de produção para fabricar álcool em gel e envasou álcool líquido, totalizando 3,3 milhões de unidades para distribuição gratuita. Doou mais de 260 toneladas de sabão para comunidades carentes e equipamentos para entidade de saúde

"Garantir o abastecimento de forma constante e segura foi um desafio. O comportamento do consumidor e do atacado variou em termos de categoria e localidades. Para corresponder às necessidades, foram feitas análises detalhadas de cada região, canal e categoria."
(Gabriela Pontin, vice-presidente comercial e de marketing)

DOVE
Lembrado por 7% dos entrevistados
Fundação 1957
Quanto cresceu neste ano Não informou
Como reagiu à pandemia Criou campanha em homenagem aos profissionais envolvidos no combate à pandemia, lançou iniciativas para incentivar o hábito de lavar as mãos e doou cerca de R$ 1 milhão em produtos a comunidades, hospitais e lares de idosos

"Tivemos que ser resilientes para rapidamente adaptar nossa comunicação ao consumidor, adequando as mensagens ao momento atual."
(Fernanda Gama, gerente de marketing)

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.