Bolsonaro edita MP para abrir capital de subsidiárias da Caixa

Governo planeja vender participações na Caixa Seguridade e Caixa Cartões

Brasília

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) editou uma MP (Medida Provisória) para permitir que a Caixa Econômica abra o capital das suas subsidiárias, entre elas a de seguros e cartões.

A MP encaminhada ao Congresso —assinada pelo presidente e pelo ministro Paulo Guedes (Economia)— autoriza as subsidiárias do banco público a incorporar ações de outras sociedades empresariais e a adquirir controle societário ou participação minoritária em empresas privadas.

A MP visa as subsidiárias Caixa Seguridade, quarto maior grupo segurador do país, e Caixa Cartões, voltada para a o setor de meios de pagamento. A ideia é que a Caixa continue societária nesses negócios, embora a modelagem ainda não esteja definida.

"Essa medida é o primeiro passo para o desinvestimento e alienação de ativos da Caixa. Com essa reestruturação, pretende-se diminuir a atuação do banco em setores como o mercado de seguros e setores considerados não estratégicos", diz a Secretaria-Geral da Presidência, em nota.
A autorização dada pela MP vai até o final de 2021.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.