Embraer tem prejuízo bilionário no 2º trimestre

Resultado negativo chegou a R$ 1,6 bi no trimestre, revertendo ganho de R$ 26,1 mi no mesmo período de 2019

São Paulo | Reuters

A Embraer divulgou nesta quarta-feira (5) que teve um prejuízo líquido de R$ 1,68 bilhão no segundo trimestre, revertendo resultado positivo de R$ 26,1 milhões no mesmo período de 2019.

Grande parte do prejuízo deveu-se a despesas pontuais, disseram executivos em teleconferência, afirmando que os resultados dos próximos trimestres não devem ser tão negativos.

A empresa reportou também que a receita em seu segmento de aviação comercial, geralmente a maior e mais rentável, caiu 77%, para R$ 563,9 milhões no segundo trimestre, devido à pandemia de coronavírus.

A fabricante de aviões, assim como seus maiores concorrentes de aviões, Airbus e Boeing, viu a demanda cair à medida que a pandemia parou o transporte aéreo.

A Embraer disse que até 50% de suas encomendas de aeronaves foram adiadas para 2022. Ela disse que não recebeu cancelamentos no importante segmento de jato comercial, mas alertou que adiamentos prolongados tornarão 2021 um ano difícil.

Para compensar os atrasos, a empresa anunciou que lançou campanhas de vendas para garantir a entrega de aeronaves no curto prazo, embora não tenha anunciado novos pedidos firmes.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.