Descrição de chapéu The Wall Street Journal

Warren Buffett completa 90 anos e recomenda 'técnica de Matusalém' para virar um bilionário

Megainvestidor explica que gastar com um simples corte de cabelo em um dia pode ser muito dinheiro perdido no futuro

Nova York | The Wall Street Journal

Neste domingo (30), Warren Buffett completa 90 anos.

O presidente da Berkshire Hathaway Inc. é um dos investidores mais bem-sucedidos de todos os tempos, tendo acumulado um patrimônio líquido estimado em US$ 82 bilhões. Mas ele juntou quase 90% dessa quantia depois dos 65 anos. Investir bem é importante, mas ainda mais importante é investir bem por um período prolongado.

"Há muito tempo eu recomendo", disse Buffett por e-mail no início deste mês, "o que chamei de 'Técnica de Matusalém'." Isso, como ele explicou em uma carta que escreveu a investidores em sua sociedade limitada em 18 de janeiro de 1965, é a combinação de uma vida longa e um retorno de investimento estável e interessante. Buffett fez seu primeiro investimento, três ações da Cities Service Co., há mais de 78 anos.

"O modelo parece estar funcionando", brincou Buffett em seu e-mail, "mas estou a apenas 9% do caminho de casa." (Aos 90, ele tem aproximadamente 9% da idade de 969 atribuída a Matusalém na Bíblia.)

Desde criança, Buffett entendeu que construir riqueza não depende apenas de quanto seu dinheiro cresce, mas também de por quanto tempo ele cresce.

Warren Buffett, presidente da Berkshire Hathaway Inc. em Omaha, Nebraska - Johannes Eisele - 4.mai.2020/AFP

Por volta dos 10 anos, ele leu um livro sobre como ganhar US$ 1.000, e intuitivamente compreendeu a importância do tempo. Em cinco anos, US$ 1.000, rendendo 10%, valeriam mais de US$ 1.600; dez anos de crescimento a 10% lhe dariam quase US$ 2.600; em 25 anos, totalizariam mais de US$ 10.800; em 50 anos, acumulariam quase US$ 117.400.

"É aí que está o dinheiro", ele se lembra de ter dito a si mesmo, segundo "The Snowball" [A bola de neve], a biografia de Buffett por Alice Schroeder.

"A maneira como os números explodiam à medida que cresciam a uma taxa constante ao longo do tempo era como uma pequena quantia poderia se transformar em uma fortuna", escreveu Schroeder sobre a epifania de Buffett quando menino. "Ele pôde imaginar os números se compondo tão vividamente quanto uma bola de neve crescendo quando ele a rolava pelo gramado."

Isso não é fácil para a maioria das pessoas. Nós subestimamos gravemente o poder do crescimento composto, e esses erros pioram em horizontes de tempo mais longos e para taxas de retorno mais altas.

Aqui está um teste rápido inspirado em Warren Buffett. Se o Índice Industrial Dow Jones, cerca de 28.500 pontos nesta semana, se acumular um pouco abaixo de 1,6% ao ano, qual será seu valor em 31 de dezembro de 2099?

A resposta: isso elevaria o Dow Jones a 100 mil pontos.

E elevaria o índice a 1 milhão até o final do século.

Agora imagine que o Dow Jones se acumule a 7,7% ao ano —ainda abaixo de sua média de 8,4% nos últimos 30 anos. Isso empurraria o índice para além de 10 milhões em 31 de dezembro de 2099.

Essas taxas de retorno não incluem nenhum aumento de dividendos. Elas também presumem que o investidor adote uma abordagem diversificada. Concentrar-se em apenas um punhado de investimentos e mantê-los por anos ou décadas gerou enormes ganhos para Buffett, mas pode criar nada além de dor de cabeça para investidores que não tenham tanto conhecimento.

Se você não acha esses resultados surpreendentes, é porque é tão bom em matemática quanto Buffett, ou leu depressa demais. Mesmo com taxas de retorno baixas a moderadas, longos períodos de crescimento contínuo transformam pequenas quantias em montanhas de dinheiro. Isso é vital para os investidores se lembrarem hoje, quando um grande número de especuladores parece manter ações por apenas alguns dias ou horas.

A longa carreira de Buffett oferece outra lição: seja flexível. Quanto mais velho ele fica, menos investe como costumava fazer.

Buffett obteve seus maiores retornos décadas atrás, comprando as ações menores e mais baratas que pôde encontrar, microorganismos de mercado como a produtora de bombas d'água Dempster Mill Manufacturing Co. e a empresa de cartografia Sanborn Map Co.

Hoje em dia, a maior participação na Berkshire Hathaway é da gigante Apple Inc. Não foi Buffett quem a comprou originalmente para o portfólio da Berkshire —um de seus associados o fez—, mas com o tempo ele ficou mais entusiasmado com esse investimento.

Nesta semana, a participação da Apple detida pela empresa de Buffett valia cerca de US$ 123 bilhões, ou 24% do valor de mercado total da Berkshire —uma reviravolta impressionante para um investidor que durante muito tempo se recusou a investir em ações de tecnologia porque achava que não as entendia.

Em todo o mercado, as ações da Apple giram a uma taxa anual de 211%, estima a firma de investimentos AJO, da Filadélfia. Isso significa que o investidor típico mantém as ações por menos de 25 semanas. A Berkshire controla a Apple há quatro anos e meio, sem previsão de término.

Antes mesmo de ser um adolescente, escreveu Schroeder, sua biógrafa, "Warren começou a pensar sobre o tempo de uma maneira diferente. Os juros compostos casavam o presente com o futuro. Se um dólar de hoje valeria 10 alguns anos depois, então, em sua mente, os dois eram iguais".

Quando ele estava com quase 30 anos, a maneira como Buffett pensava sobre a composição de juros era como um reflexo. Quando ele pagou US$ 31.500 por sua casa em Omaha, ele a chamou de "Loucura de Buffett", porque "em sua mente, US$ 31.500 eram US$ 1 milhão após a composição" no futuro, escreveu Schroeder.

Seus amigos e familiares ouviam regularmente o jovem Buffett murmurar coisas como "Eu realmente quero gastar US$ 300 mil neste corte de cabelo?", ou "Não tenho certeza se quero gastar US$ 500 mil desta forma", ao ponderar se devia gastar alguns dólares. Para ele, alguns dólares gastos naquele dia eram centenas de milhares de dólares perdidos no futuro, porque não poderiam ser compostos.

Reconhecer que cada dólar que você gasta hoje são US$ 10 ou US$ 100 ou US$ 1.000 que você não terá no futuro não precisa transformá-lo num avarento. Isso lhe ensina a reconhecer a importância de avaliar as compensações. Você deve sempre pesar a necessidade ou o desejo que os gastos de hoje atendem contra o que você poderia realizar com esse dinheiro depois de deixá-lo crescer durante anos ou décadas.

E quanto mais você negociar maior será a probabilidade de interromper a composição e ter que começar tudo de novo.

Hoje, mais que nunca, como Buffett continua mostrando, paciência e perseverança são superpoderes de investimento.

Para celebrar o aniversário do bilionário, Bill Gates, cofundador da Microsoft e segundo homem mais rico do mundo, preparou um "bolo virtural" para o colega.

Tradução de Luiz Roberto M. Gonçalvez

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.