Descrição de chapéu Financial Times apple Facebook

Alvo de pressão, Apple reduz taxa da loja de apps para empresas afetadas pela crise

Medida vem depois de Facebook acusar companhia de colocar grande fardo sobre pequenas empresas

Hannah Murphy Patrick McGee
San Francisco | Financial Times

A Apple vai reduzir temporariamente suas polêmicas taxas da App Store para empresas que foram forçadas pela pandemia a optar por eventos exclusivamente online, em uma concessão inesperada após reclamações cada vez mais intensas sobre as regras da loja.

A isenção, que dura até o final do ano, afetará as vendas feitas por meio de aplicativos do iPhone por empresas como Facebook, Airbnb e a plataforma de aulas de ginástica ClassPass.

A Apple normalmente ganha uma parcela de 30% quando os usuários de iPhone ou iPad compram produtos digitais por meio de um aplicativo. A comissão levou recentemente a uma batalha jurídica com a Epic, fabricante do popular jogo Fortnite.

Normalmente, a taxa não se aplica a serviços do "mundo real", como aluguel de casas pelo Airbnb ou sessões de ginástica compradas no ClassPass. A regra levou empresas como Netflix e Amazon a vender suas assinaturas de vídeo ou livros por meio de seus próprios sites, em vez dos aplicativos para iPhone, para evitar as taxas.

Clientes comparam tamanho de aparelhos iPhone
Apple reduzirá taxa da AppStore - Edgar Su/Reuters

A Apple ainda cobrará 30% sobre aplicativos de jogos, já que estes não são exemplos de empresas forçadas a se adaptar à pandemia.

A nova concessão veio depois que o Facebook acusou a Apple, no mês passado, de colocar um grande fardo sobre as pequenas empresas que tentam vender mais serviços digitais durante a pandemia do coronavírus.

Muitas empresas, como a ClassPass, começaram a vender ingressos para aulas online por meio de seus apps para iPhone, enquanto o Facebook lançou um novo recurso para permitir que empresas realizem eventos no seu aplicativo, por exemplo.

O Facebook disse que a Apple cedeu, permitindo que a rede social usasse seu próprio sistema, o Facebook Pay, para processar pagamentos para esses negócios até o final do ano, exceto no caso de empresas de jogos. A Apple confirmou que o Airbnb e o ClassPass também foram incluídos na isenção temporária.

"A Apple concordou em dar um breve alívio de três meses, após o qual as empresas em dificuldades terão que novamente pagar a taxa de 30% na App Store", disse o Facebook.

Nesta semana, a Epic e outras 12 empresas, incluindo Spotify e Match Group, controladora do aplicativo de namoro online Tinder, lançou um grupo de defesa, a Coalition for App Fairness [Coalizão para Honestidade em Aplicativos], para pedir reformas, transparência e supervisão.

No início desta semana, a Apple reformulou partes de seu site para refutar alegações de que suas taxas são uma forma de "assalto na estrada", como disse o presidente da comissão antitruste da Câmara dos Deputados, David Cicilline, no início deste ano.

"Para garantir que cada desenvolvedor possa criar e cultivar um negócio de sucesso, a Apple mantém um conjunto claro e coerente de diretrizes que se aplicam igualmente a todos", disse a empresa na sexta-feira (25).

A Apple divulgou estatísticas visando demonstrar quanto trabalho é necessário para conduzir a App Store em benefício de consumidores e desenvolvedores. Por exemplo, mais de 500 especialistas da Apple analisam 100 mil aplicativos por semana, e só em 2020 mais de 60 milhões de análises consideradas spam foram removidas, informou a companhia.

Tim Sweeney, executivo-chefe da Epic, zombou dessas estatísticas em um tuíte, calculando que 500 analistas trabalhando 40 horas por semana precisariam de apenas 12 minutos para examinar cada um dos 100 mil aplicativos. "Assim, um desenvolvedor gasta milhares de horas criando um aplicativo e centenas de horas atualizando-o. A Apple gasta 12 minutos revisando a atualização e leva 30%", disse ele.

Vivek Sharma, vice-presidente do Facebook Gaming, descreveu a exclusão dos aplicativos de games da isenção de taxas como uma "concessão para conseguir o alívio temporário para outras empresas". Ele acrescentou que o Facebook Pay não cobrará dos criadores de jogos que usarem os eventos online apresentados em um desktop, e não através da App Store, pelo menos até agosto de 2021.

A Apple disse que não estende a exceção aos criadores de jogos do Facebook porque eles não foram afetados pela pandemia.

Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.