Colecionadores fazem fila em Brasília por cédula de R$ 200

Notas estão disponíveis nas dez capitais em que o BC tem representação

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Brasília

O lançamento da nota de R$ 200 levou colecionadores de papel-moeda ao Banco Central, em Brasília. A nova cédula foi apresentada pela autoridade monetária às 13h30 desta quarta-feira (2).

Antes do lançamento, a reportagem contou ao menos 12 pessoas na fila para retirar a nova nota, que é estampada pela imagem de um lobo-guará.

As cores da nova cédula são cinza e sépia e ela tem 142 por 65 milímetros, exatamente o mesmo tamanho da nota de R$ 20. O custo de aquisição para o BC é de R$ 325 a cada mil unidades.

Por volta das 14h, o técnico judiciário aposentado José Martins, 63, era um dos colecionadores à espera dos R$ 200. Ele era o segundo da fila. Ao conseguir suas cédulas, exibiu ao menos R$ 2.000 em notas de R$ 200. No total, devem ser produzidas 450 milhões de unidades até o fim do ano, o equivalente a R$ 90 bilhões. ​

A troca de Martins foi realizada na agência do Banco do Brasil, localizada na sede do BC. Ele é colecionador e tem cédulas de vários países. Sua intenção é guardar algumas na coleção e usar outras para consumo normal.

Morador da cidade do Guará, região administrativa de Brasília, Martins simpatizou desde o começo com a nova cédula por ter a imagem de um lobo-guará. A grande expectativa foi atendida, ele aprovou a nova nota.

"Vim aqui para conhecer a nova nota e sacar algumas e sou o segundo da fila. Eu estou tentando ser um colecionador, tenho notas do mundo inteiro. Faltam 40 notas apenas. É essa nota aí para coleção e outras para consumo. Lobo-Guará, eu moro no Guará, tem identificação. Achei bacana."

​Em 2001, o BC fez uma enquete com a população com uma lista de animais em extinção para que elas escolhessem qual elas gostariam de ver estampados nas cédulas. Em primeiro lugar ficou a tartaruga-marinha, que está na nota de R$ 2, em segundo, o mico-leão dourado, que foi para a de R$ 20, e em terceiro lugar ficou o lobo-guará, que agora estampará a nota de R$ 200.

Segundo o Banco Central, as notas estão disponíveis nas dez capitais em que a entidade tem representação: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro, Salvador (BA) e São Paulo.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.