Governo da Dinamarca investiga pagamento de impostos do Google

Informação consta de balanço publicado pela empresa, que afirma ter recolhido impostos devidos

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Bruxelas

O governo da Dinamarca está investigando se a subsidiária do Google no país, a Google Denmark ApS, pagou tributos corretamente, segundo o site de jornalismo econômico dinamarquês Finans.

Em seu balanço recém-publicado, a empresa afirmou que "durante o exercício, as autoridades fiscais dinamarquesas iniciaram uma avaliação dos anos fiscais em aberto em relação à posição fiscal da empresa".

O Google, no entanto, não fez provisões para eventuais cobranças, pois acredita que não há irregularidades nos tributos pagos.

A Receita da Dinamarca não falou sobre o caso. A Dinamarca é um dos vários países europeus que defende que as gigantes de tecnologia americanos paguem mais impostos nos países onde fazem seus negócios.

Em julho, a União Europeia anunciou que prepara um pacote tributário para aumentar a cobrança de empresas de tecnologia.

O bloco europeu também questiona incentivos tributários dados às bigtechs para atrair suas sedes europeias, o que, segundo a UE,. distorce o mercado interno.

Há cerca de 45 dias, porém, o Executivo europeu perdeu um processo em que cobrava da Apple a devolução de incentivos irlandeses (ainda cabe recurso).

Ao Finans, a gerente de políticas governamentais da empresa afirmou que o Google "paga 80% de seus tributos nos EUA", onde tem sua sede, mas "apóia uma reforma do sistema tributário internacional", em vez de sistemas diferentes em cada país.

A OCDE (grupo de 37 países entre os mais ricos do mundo) prepara uma proposta de tributo digital que se aplicaria a bigtechs como Google, Amazon, Apple e Facebook.

Em 2019, o Google Denmark ApS registrou o maior lucro de sua história, de 16,5 milhões de coroas (cerca de R$ 14,24 milhões, após impostos). A receita anual foi o equivalente a cerca de R$ 245 milhões de coroas.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.