Descrição de chapéu Itaú

Diretores de varejo e atacado do Itaú deixarão seus cargos em fevereiro

Márcio Schettini e Caio Ibrahim David eram cotados para a presidência do banco

São Paulo

As mudanças na alta gestão do Itaú Unibanco continuam. Márcio Schettini, diretor-geral de varejo e Caio Ibrahim David, diretor-geral de atacado e presidente do Itaú BBA, vão deixar o banco. Ambos se desligam da instituição em 2 de fevereiro, mesma data de despedida de Candido Bracher, atual presidente da instituição.

Segundo a Folha apurou com operadores do mercado, trata-se de um movimento natural quando ocorre uma troca de comando. Há uma semana, o banco anunciou a escolha de Milton Maluhy Filho como sucessor no comando do Itaú Unibanco.

Chefes de varejo e atacado deixarão Itaú em fevereiro
Chefes de varejo e atacado deixarão Itaú em fevereiro - Pilar Olivares - 19.abr.2019/Reuters

Schettini e Ibrahim David eram dois dos nomes cotados junto a Maluhy para assumir a presidência do banco. O vice-presidente de tecnologia, André Sapoznik, também estava no páreo.

Bracher precisa deixar o cargo pela regra adotada pela instituição, que impõe a idade limite de 62 anos para o presidente. O executivo chegará a essa idade em dezembro.

Após a transição, Bracher retornará ao Conselho de Administração do Itaú Unibanco. Ele ocupa o cargo de presidente desde 2017, quando sucedeu Roberto Setubal, membro de uma das famílias controladoras do banco e que ficou no posto de presidente-executivo do banco por 23 anos.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.