Foguete da SpaceX lança uma carga recorde de satélites

O foguete carregava 133 espaçonaves comerciais e governamentais, assim como dez outros satélites da própria empresa

Reuters

A empresa espacial privada SpaceX lançou neste domingo (24) seu principal foguete, o Falcon 9, com uma carga recorde de satélites, anunciou.

O Falcon 9 decolou de Cabo Canaveral, na Flórida, Estados Unidos, às 10h locais (12h de Brasília), com atraso de um dia devido ao mau tempo na região.

Andy Tran, supervisor de produção da SpaceX, disse em um vídeo de lançamento que o foguete carregava 133 "espaçonaves" comerciais e governamentais, assim como dez outros satélites da própria empresa.

"É a maior quantidade de satélites já enviados em uma única missão", acrescentou.

A empresa espacial privada SpaceX lançou seu principal foguete, o Falcon 9, com uma carga recorde de satélites - AFP

A SpaceX opera o Falcon 9 em um programa pelo qual outras empresas e governos pagam à companhia fundada por Elon Musk para envio de suas tecnologias ao espaço.

Poucos minutos após a decolagem, o propulsor principal se separou, levando o foguete até a borda da atmosfera e conseguiu retornar ao solo em queda controlada.

Ele aterrissou no Oceano Atlântico em um barco drone chamado Claro que Ainda te Amo, uma homenagem à obra do escritor de ficção científica Iain M. Banks.

Assim completou a quinta decolagem e retornou com sucesso.

A SpaceX posteriormente comentou no Twitter que todos os 143 satélites foram colocados em órbita com sucesso.

A empresa espera enviar milhares de pequenos satélites para formar um sistema global de banda larga chamado Starlink.

Vários cientistas expressaram preocupação com o número de objetos orbitando a Terra. Mas a SpaceX diz que os deles são projetados para perder a órbita e se incendiar durante a reentrada na atmosfera após alguns anos.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.