Descrição de chapéu 5g Internet tecnologia

Trump ataca Huawei e seus fornecedores uma última vez

Notificação chega em meio a uma leva de ações dos Estados Unidos contra a China nos últimos dias do governo

Karen Freifeld Alexandra Alper
Nova York e Washington | Reuters

O governo Trump notificou, na última semana, alguns fornecedores da Huawei que estava revogando as licenças que autorizavam suas vendas para a gigante chinesa de tecnologia. Também avisou que pretende rejeitar vários outros pedidos de fornecimento à produtora de equipamentos de telecomunicações.

A ação contra a Huawei - provavelmente a última do governo do presidente republicano Donald Trump – fazer parte de uma série de tentativas de enfraquecer a maior empresa de equipamentos de telecomunicações do mundo, que, segundo o governo, é uma ameaça à segurança nacional e interesses de política externa dos EUA.

As notificações chegam em meio a uma leva de ações dos EUA contra a China nos últimos dias do governo Trump. O democrata Joe Biden será empossado como presidente na quarta-feira (20).

Um porta-voz do Departamento de Comércio não respondeu à reportagem até a conclusão deste texto.

Num e-mail visto pela Reuters, a Associação da Indústria de Semicondutores afirmou que o Departamento de Comércio emitiu “intenções de negar um número significativo de pedidos de licenças de exportações para a Huawei e revogação de pelo menos uma das licenças emitidas anteriormente”.

Fontes com conhecimento da situação, falando sob a condição de anonimato, disseram que houve mais de uma revogação.

O e-mail diz que as ações abrangem uma ampla gama de produtos da indústria de semicondutores e perguntou se as empresas receberam as notificações.

Um porta-voz para o grupo de semicondutores não respondeu ao pedido por comentário até a publicação deste texto.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.