Descrição de chapéu Financial Times

Endeavor faz registro para IPO enquanto Elon Musk é nomeado para seu conselho

Grupo de mídia espera comprar os 49,9% do Ultimate Fighting Championship que ainda não possui

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Mark Vandevelde
Nova York | Financial Times

O Endeavor Group enviou documentos para uma IPO (oferta pública inicial de ações), enfrentando o impacto da pandemia de coronavírus que eliminou quase um quarto das receitas do grupo de mídia desde sua última tentativa de abrir seu capital, cancelada em 2019.

Elon Musk, o executivo-chefe da Tesla cujo relacionamento instável com Wall Street às vezes o pôs em conflito com os órgãos reguladores de valores mobiliários dos Estados Unidos, deverá entrar para o conselho administrativo do grupo.

Fundado em 1995 pelo agente de Hollywood Ari Emanuel, o Endeavor teve receitas de US$ 3,5 bilhões no ano passado, com negócios que vão do concurso de beleza Miss Universo à maior agência de artistas de Hollywood. Isso marcou uma queda de quase 24% em relação ao ano anterior.

Elon Musk, executivo-chefe da Tesla, foi nomeado para o conselho da Endeavor - Odd Andersen - 02.fev.2021/AFP

As perdas da companhia, que se ampliaram para US$ 625 milhões no ano passado, refletem parcialmente o pesado preço que a pandemia impôs à indústria de entretenimento. Os estúdios de televisão e cinema foram obrigados a fechar durante longos períodos, enquanto os regulamentos de saúde pública suspenderam a venda de ingressos para muitos eventos ao vivo.

Entre as empresas afetadas está a Ultimate Fighting Championship (UFC), franquia de artes marciais mistas que a Endeavor comprou junto com os grupos de capitais privados Silver Lake e KKR em 2016.

Mas a Endeavor ainda planeja apostar no UFC, usando parte da renda da IPO --assim como seus próprios fundos-- para comprar os 49,9% da franquia que ainda não possui.

Emanuel fundou a Endeavor como uma agência de talentos artísticos. Mais tarde ela absorveu sua rival de um século William Morris Agency, que representou nomes como Rihanna e Charlize Theron, assim como a agência de esportes IMG.

A companhia desde então tentou se posicionar como criadora de conteúdo original de entretenimento. Quase três quartos de suas receitas no ano passado vieram de negócios diferentes da representação de artistas.

Em um prospecto apresentado à SEC, comissão de valores mobiliários dos Estados Unidos, na quarta-feira (31), a Endeavor não indicou quanto propôs levantar na IPO, ou com que avaliação.

A companhia esperava captar US$ 712 milhões em sua IPO cancelada em 2019. Ela foi avaliada em US$ 6,3 bilhões em 2017, quando conseguiu um investimento de US$ 1 bilhão do Conselho de Investimento do Plano de Pensões do Canadá e da GIC, fundo de capitais soberano de Singapura.
Musk deverá entrar para o conselho da Endeavor nas próximas semanas, segundo um documento da SEC --órgão que ele certa vez chamou de "Shortseller Enrichment Commission" [Comissão de Enriquecimento de Vendedores a Descoberto].

O executivo-chefe da Tesla pagou uma multa de US$ 20 milhões para arquivar um processo legal da SEC que o acusava de fraude de títulos depois que ele declarou no Twitter em 2018 que queria privatizar a montadora de carros em um negócio de US$ 70 bilhões.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.