Após CNN, Menin compra Rádio Itatiaia e vai ampliar investimento em digital

Mineiro e mecenas do Atlético-MG, empresário destaca a cobertura esportiva da rádio

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

O empresário Rubens Menin, dono da CNN Brasil e da MRV Engenharia, comprou 100% da Rádio Itatiaia, tradicional veículo de Minas Gerais fundado em 1952 e comandado por Emanuel Carneiro desde 1994.

As tratativas para a aquisição duraram cerca de 30 dias. O valor da compra não foi divulgado.

"Estou feliz por transferi-la a um mineiro de coração, comprometido com a missão de perpetuar este legado de 70 anos”, afirmou Carneiro ao anunciar a novidade na rádio durante uma conversa com Menin nesta quinta-feira (13).

Segundo Menin, a nova gestão vai priorizar a manutenção da reputação da rádio, manter a ampla cobertura esportiva e aumentar o investimento nos canais digitais.

"A Itataia está indo muito bem no mundo digital, vamos manter, ampliar esses investimentos. Tudo está no desenvolvimento digital e não vamos deixar que [a rádio] perca o bonde da história", diz o empresário.

Empresário Rubens Menin; dono da CNN Brasil, ele adquire 100% da rádio Itatiaia
Empresário Rubens Menin; dono da CNN Brasil, ele adquire 100% da rádio Itatiaia - Bruno Santos/ Folhapress

Mineiro e investidor do Atlético-MG (idealizou o estádio Arena MRV, além de emprestar dinheiro por meio do Banco Inter), Menin destaca a importância da cobertura esportiva da rádio, que tem o futebol como carro-chefe.

"A Itatiaia é muito importante ao futebol de Minas, para Atlético, Cruzeiro e América, porque produz muita informação de qualidade. O futebol precisa da Itatiaia."

Para Menin, sua gestão também pretende ampliar a abrangência da emissora, que tem uma audiência de cerca de 900 mil ouvintes por dia.

Um comitê de transição será estruturado para que o processo da troca de comando seja "o mais transparente e colaborativo possível, com base na escuta e respeito aos colaboradores, jornalistas da casa e parceiros", de acordo com comunicado oficial.

Segundo o empresário, o controle da CNN e a aquisição da Itatiaia não têm qualquer tipo de relação. A grade de programação, bem como as equipes devem permanecer inalteradas.

Ao lado do jornalista Douglas Tavoralo, Menin fundou a CNN Brasil, que estreou em março de 2020. Tavolaro deixou a empresa neste ano, vendendo seus 35% de participação para Menin, que agora detém 100% da emissora.

O empresário diz que, por ora, não tem planos de adquirir outro veículo de comunicação. "Sinceramente, nada previsto. Isso foi algo que aconteceu, que era importante para Minas, queremos dar sequência a esse projeto maravilhoso."

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.