Sedãs da Volvo e da BMW chegam na frente entre os automóveis de luxo

Além do sistema híbrido plug-in que permite recarga na tomada, ambos têm motor 2.0 turbo e tração integral

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A combinação de gasolina e eletricidade pôs os sedãs BMW 330e (R$ 356 mil) e Volvo S60 T8 (R$ 335 mil) no topo do Ranking Folha-Mauá. Os modelos foram os mais rápidos da categoria luxo.

Além do sistema híbrido plug-in —que permite recarga na tomada—, ambos têm motor 2.0 turbo e tração integral.

Com 407 cv, o Volvo foi o mais rápido na prova de aceleração: chegou aos 100 km/h em 5,5 segundos.

O BMW tem 292 cv e completou a prova de retomada (de 80 km/h a 120 km/h) em 3,8 segundos.

No consumo rodoviário com gasolina, o Mercedes A200 Sedan 1.3 turbo (R$ 279,9 mil) atingiu a média de 25 km/l e foi o mais econômico nessa condição entre todos os testados.

Saiba como são feitos os testes

Para aferir o desempenho dos carros, o IMT (Instituto Mauá de Tecnologia) utiliza o V-Box, equipamento que usa sinal de GPS.

Os testes de aceleração, retomada e frenagem são feitos na pista da empresa ZF, em Limeira (interior de São Paulo).

A etapa que verifica o gasto de combustível na cidade tem 27 km. Para simular um percurso rodoviário com velocidade média de 90 km/h, os engenheiros do IMT dirigem por 31 km. Ambos os trajetos ficam em São Caetano do Sul (ABC), onde fica a sede do instituto.

Se o carro for flex, são feitas duas medições: uma com gasolina, outra com etanol.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.