Descrição de chapéu Startups & Fintechs

Alunos da Unicamp buscam startups para apoiar

Liga Empreendedora oferece programa que ajuda a desenvolver ideias

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

A Liga Empreendedora, associação mantida por alunos e ex-alunos da Unicamp para fomentar o empreendedorismo, recebe até a próxima terça (17) inscrições de novas startups em busca de apoio.

Serão escolhidos de 10 a 15 projetos. A partir do programa, chamado Acelera, as startups selecionadas participarão de um encontro semanal online e em tempo real até o mês de novembro com parceiros da Liga, entre eles as aceleradoras ACE Startups e a Baita, a Samsung e a consultoria Rosenberg Partners.

Augusto Moraes de Gouveia, aluno de matemática computacional e presidente da Liga, diz que o programa terá elementos de games, com alunos recebendo pontuações conforme realizam tarefas. Com isso, busca-se aumentar o engajamento dos participantes e ajudá-los a analisar como está seu desempenho, segundo ele.

Quem atingir determinada pontuação poderá ganhar prêmios como mentoria de algum dos parceiros do programa.

Os membros da Liga Empreendedora também ficam disponíveis ao longo da aceleração para apoiar os participantes e tirar dúvidas.

Gouveia diz que os candidatos ao programa não precisam ser alunos da Unicamp. O pré-requisito para participar da seleção é ter uma ideia de negócios estruturada.

O programa vai buscar principalmente refinar essas ideias, discutindo conceitos como modelo de negócios e MVP (mínimo produto viável, versão simples do que será oferecido ao mercado para teste) e a partir da realização de entrevistas com potenciais consumidores.

Criada em 2012, a Liga Empreendedora conta atualmente com 12 membros. Segundo Gouveia, em comum, os participantes do grupo têm como objetivo também desenvolver suas próprias empresas. O apoio a outras startups oferece a eles a oportunidade de aprender mais e se qualificar, afirma.

A Liga realiza encontros com egressos da Unicamp que seguiram carreiras empresariais para compartilhar experiências. Também busca apoio de professores para levar conteúdo sobre empreendedorismo para aulas de diferentes disciplinas. Um dos objetivos com as visitas em sala de aula é incentivar mais alunos das áreas de humanas e biológicas a empreender, diz Gouveia.

A inscrição para o Acelera é feita a partir de formulário presente no site da Liga Empreendedora (www.ligaempreendedora.com).

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.