Preços do petróleo sobem para US$ 89 com tensões entre Rússia e Ucrânia

Oferta apertada e tensões geopolíticas na Europa e no Oriente Médio influenciam no aumento

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Alex Lawler
Londres | Reuters

O petróleo subia para US$ 89 (R$ 480) o barril nesta quarta-feira (26), apoiado por uma oferta apertada e tensões geopolíticas na Europa e no Oriente Médio que levantam preocupações sobre mais interrupções.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse na terça-feira (25) que consideraria sanções pessoais ao presidente Vladimir Putin se a Rússia invadir a Ucrânia. Na segunda-feira (24), o movimento Houthi do Iêmen lançou um ataque com mísseis contra uma base dos Emirados Árabes Unidos.

Visão aérea de uma plataforma da Petrobras na Bacia de Campos, a P-52 - Bruno domingos - 10.mai.2021/Reuters

"A ansiedade sobre possíveis interrupções no fornecimento no Oriente Médio e na Rússia está fornecendo alimento de alta para o mercado de petróleo", disse Stephen Brennock, da corretora de petróleo PVM.

O petróleo Brent subia US$ 0,76 (R$ 4), ou 0,86%, a US$ 88,96 por barril, às 8:14 (horário de Brasília).

O petróleo dos Estados Unidos avançava US$ 0,56 (R$ 3), ou 0,65%, a US$ 86,16 (R$ 465) por barril.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.