Quem é Elon Musk, bilionário que teve reunião com Bolsonaro no Brasil

Com infância difícil, futuro empresário quase morreu de malária

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

São Paulo

Não faltam momentos espetaculares na biografia do bilionário Elon Musk, 47, que acaba de comprar a rede social Twitter por US$ 44 bilhões.

Ideias arrojadas, polêmicas, traições, provocações e desafios são a tônica da vida pessoal e profissional do sul-africano, descrita na biografia autorizada "Elon Musk - Como o CEO Bilionário da SpaceX e da Tesla está Moldando nosso Futuro", do jornalista Ashlee Vance.

Escrito em 2015, o livro narra uma infância difícil, em que o atual empresário era maltratado na escola e quase morreu por causa de malária (perdeu 20 kg e levou seis meses para se recuperar).

Elon Musk em evento em Hawthorne, Califórnia, nos Estados Unidos - Patrick T. Fallon - 30.abr.2015/Reuters

Filho de uma modelo e um engenheiro que se divorciaram quando ele tinha oito anos de idade, Musk foi morar com seu pai, que lhe fez passar por maus momentos, segundo a biografia.

"Sofrer sempre foi típico de Musk. Seu pai fazia jogos mentais cruéis. Elon depois agrediu a si mesmo trabalhando horas num ritmo desumano, sempre forçando seus negócios até o limite", escreve Vance.

Viajou para o Canadá para cursar a universidade, emigrou para os Estados Unidos em 1992, largou os estudos e passou a empreender.

Apaixonado por romances de ficção científica quando criança, na vida adulta resolveu povoar Marte com terráqueos, passou a divulgar como missão acabar com o uso de combustíveis fósseis e se tornou o primeiro a trazer de volta ao solo um propulsor de foguetes a ponto de reaproveitá-lo.

Em 30 anos, acumulou uma fortuna pessoal de US$ 20 bilhões. No ano passado, atingiu o posto de homem mais rico do mundo, em ranking da revista Forbes. Na sua conta estavam US$ 219 bilhões.

No trajeto, segundo seu biógrafo, Musk por várias vezes decidiu fazer as coisas do seu jeito —e com as próprias mãos— e acabou sendo tachado de arrogante, louco e bruto por desafetos.

Os atritos estiveram presentes na história da empresa de pagamentos Paypal, que ele ajudou a fundar e vendeu ao eBay nos anos 2000.

Suas empresas mais famosas, a SpaceX e a montadora Tesla, foram muitas vezes à beira da falência. Em 2013, a Tesla chegou a parar. Musk chamou funcionários de todos os setores —RH, design, engenharia, financeiro— e lhes ordenou que telefonassem para todos os clientes que haviam feito reservas e concretizassem as compras.

A crise era tão grave que Musk procurou seu amigo Larry Page, do Google, e fechou um acordo pelo qual Page compraria a Tesla.

"Enquanto Musk, Page e os advogados do Google discutiam os termos de uma aquisição, um milagre aconteceu": a força-tarefa improvisada havia conseguido vender tantos carros que salvou a empresa.

Teve seis filhos em seu primeiro casamento, com Justine Wilson. O primeiro morreu com pouco mais de dois meses de idade, num episódio traumático sobre o qual Musk evita falar.

Depois deles, vieram gêmeos e trigêmeos. Oito anos depois, o casal se divorciou entre acusações e disputas judiciais pela repartição da fortuna.

Musk engatou em seguida um relacionamento com a atriz Talulah Riley, também bastante atribulado.

Mais recentemente, o empresário foi pai de um menino e uma menina, com a cantora canadense Grimes.

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.