Descrição de chapéu Embraer

Embraer quer expandir braço de defesa nos EUA com avião que levou oxigênio a Manaus; veja vídeo

Concorrente de histórico avião americano, modelo foi encomendado por governos de diferentes países

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Gavião Peixoto (SP)

Otimista com o desempenho das vendas de sua aeronave militar C-390 Millennium para países como Portugal e Coreia do Sul, a Embraer busca agora levar o avião a mercados estratégicos e competir com o histórico modelo americano C-130 Hércules.

Em evento para jornalistas em Gavião Peixoto (SP) nesta quarta-feira (18), João Bosco Costa Junior, presidente do braço da Embraer para defesa e segurança, listou Índia, EUA, Arábia Saudita, União Europeia e países da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) como mercados para a entrada da aeronave.

Avião militar é capturado por foto durante voo. Ele tem grandes proporções é verde com estampa camuflada.
Modelo C-390 Millennium, da Embraer, durante o International Paris Air Show, evento do setor - Emmanuel Dunand/AFP

Hoje, o C-390 já está em serviço no Brasil –usado pela FAB (Força Aérea Brasileira)– e também em Portugal. No entanto, o avião já foi encomendado por governos de Hungria, Holanda, Áustria e República Tcheca, além de mais encomendas do Brasil e de Portugal.

Na Ásia, o primeiro cliente a receber o avião será a Coreia do Sul. A aeronave da Embraer bateu os modelos Lockheed Martin C-130J Hércules e o europeu Airbus A400M Atlas e foi escolhido pelo governo sul-coreano, no fim do ano passado, para a substituição da frota tática do país por meio de um contrato estimado em US$ 554 milhões (cerca de R$ 3 bilhões na cotação atual). A Embraer não revelou o número de aviões que serão entregues ao país asiático.

A aeronave conseguiu a certificação em outubro de 2018 e entrou em serviço pouco mais de um ano depois.

Foi só em 2023, porém, que o modelo conseguiu o certificado de tipo final, emitido pelo IFI (Instituto de Fomento Industrial), organização militar vinculada ao DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial). Por meio do certificado, a aeronave recebe aval para ser operada em sua capacidade máxima.

Na apresentação de resultados do primeiro trimestre deste ano, a companhia brasileira comemorou o voo inaugural do C-390 pela Força Aérea Húngara. Lá, a aeronave ainda tem de passar por uma campanha de testes antes de entrar em serviço.

A fabricante também levou o modelo para o Embraer Defense Day, nos Estados Unidos, onde foi apresentado para autoridades governamentais e oficiais militares. Segundo Costa Junior, a companhia está expandindo o número de funcionários na parte voltada para a defesa nos Estados Unidos, na tentativa de adentrar o segmento no país.

"Já temos uma linha de montagem final do Super Tucano [caça de defesa aérea] nos Estados Unidos, mas acreditamos que o C-390 poderia desempenhar um papel importante no mercado dos EUA. Estamos lá tentando promover e apresentar o C-390 para fuzileiros navais e Força Aérea dos Estados Unidos porque acreditamos que o modelo poderia agregar um valor adicional a essas entidades do governo", afirma Costa Junior.

O executivo também diz que a fabricante está aberta a oportunidade de aquisições no país e a parcerias com o governo americano.

Junto a um grupo de jornalistas e a convite da Embraer, a reportagem voou em um modelo C-390, partindo da sede da empresa, em São José dos Campos (SP), até Gavião Peixoto, onde é fabricado o avião militar.

Durante a pandemia, a aeronave foi utilizada pela Força Aérea Brasileira para levar oxigênio, material hospitalar, camas, tendas, geradores, barracas e até ambulâncias para Manaus, capital que viveu uma crise com a sobrecarga de seu sistema de saúde devido ao grande número de casos de Covid.

O avião também é usado pela FAB para ajudas humanitárias. Foi o caso da missão especial que levou medicamentos, alimentos e equipamentos de saúde para Beirute, no Líbano, em 2020, após explosões atingirem o porto da sede do governo libanês.

O repórter viajou a convite da Embraer

  • Salvar artigos

    Recurso exclusivo para assinantes

    assine ou faça login

Tópicos relacionados

Leia tudo sobre o tema e siga:

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.