Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
07/06/2011 - 19h30

Cantanhêde: Escolha de Gleisi Hoffmann é bom recomeço para Dilma

Publicidade

DE SÃO PAULO

Nesta terça-feira, a presidente Dilma Rousseff aceitou a demissão de Antonio Palocci da Casa Civil e oficializou a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) como nova ministra da pasta --o que foi uma "excelente troca" na opinião da colunista da Folha Eliane Cantanhêde.

Palocci cai e Gleisi Hoffmann é a nova ministra da Casa Civil
Saiba mais sobre a nova ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann
Veja os fatos que levaram à saída de Palocci do governo

Eliane Cantanhêde

De acordo com a colunista, "Palocci não tinha a menor condição de permanecer no governo, ainda mais no cargo mais importante, que é Casa Civil". Ela diz que isso já estava claro para o ministro e Dilma, "apesar de não estar tão claro assim para o ex-presidente Lula".

Cantanhêde diz que Palocci perdeu a guerra da comunicação e da opinião pública e a guerra política. "O governo ficou obviamente sob forte constrangimento, e os partidos e demais aliados foram pulando do barco um a um", diz.

A colunista diz ainda que Hoffmann "é respeitável, séria, estudiosa e vinha sendo alvo de múltiplos elogios na sua estreia no senado". A jornalista conclui que a nomeação de Palocci foi um erro, "pois mais cedo ou mais tarde, ele se meteria em novas confusões", e que a entrada de Gleisi Hoffmann é "um bom recomeço".

Sérgio Lima - 06.jun.2011/Folhapress
Gleisi Hoffman é convidada para substituir Palocci na Casa Civil
Gleisi Hoffman é convidada para substituir Palocci na Casa Civil
 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


Voltar ao topo da página