Saltar para o conteúdo principal

Publicidade

Publicidade

 
 
  Siga a Folha de S.Paulo no Twitter
18/03/2013 - 06h59

Mais de 50% dos britânicos reprovam invasão do Iraque, diz pesquisa

Publicidade

RICHARD NORTON TAYLOR
DO "GUARDIAN"

Mais de metade dos britânicos acredita que a decisão de invadir o Iraque foi um erro e mais de um quinto deles acredita que Tony Blair deveria ser julgado por crimes de guerra, de acordo com uma pesquisa de opinião pública que marca o 10º aniversário do conflito.

A maioria (56%) dos britânicos acredita que a guerra fez crescer o risco de um ataque terrorista ao Reino Unido. Mais de metade (53%) dos entrevistados acreditam que a invasão foi um erro, e pouco mais de um quarto deles (27%) consideram que tenha sido uma decisão correta, de acordo com pesquisa da YouGov.

O levantamento registrou uma pronunciada diferença entre os sexos, com a aprovação atingindo 32% entre os homens e apenas 23% entre as mulheres.

Metade dos entrevistados afirmaram acreditar que Blair enganou deliberadamente o público britânico sobre a ameaça das armas de destruição em massa iraquianas. Menos de um terço dos entrevistados creem que ele genuinamente acreditava que Saddam Hussein dispusesse de um estoque dessas armas.

Mais de um quinto dos entrevistados (22%) acreditam que Blair enganou o Parlamento e o público e que deveria ser julgado por crimes de guerra acontecidos durante o conflito, segundo a pesquisa. O número se compara aos 29% de entrevistados que afirmam que ele estava certo ao alertar sobre os perigos do regime de Hussein, aos 18% que acreditam que ele enganou o público mas deveríamos deixar esse assunto para trás e aos 15% que acreditam que ele não tinha a intenção de fornecer falsas informações sobre a ameaça.

A pesquisa registra que uma década depois da invasão, 41% dos entrevistados estão vivendo melhor do que estariam sob o jugo do ditador. No entanto, 71% dos entrevistados acreditam que o Iraque será um país fortemente instável por ainda muitos anos.

Em 2010, quando estava em curso o inquérito da comissão Chilcot, que obteve provas altamente críticas ao governo quanto à maneira pela qual Blair e sua equipe conduziram o país à guerra, 37% dos entrevistados acreditavam que Blair deveria responder por crimes de guerra, de acordo com uma pesquisa da ComRes.

No momento da invasão, 53% dos britânicos entrevistados em pesquisas de opinião afirmavam acreditar que a invasão do Iraque era justificada.

A YouGov entrevistou 1.684 adultos britânicos para sua pesquisa. O trabalho de campo foi realizado entre 10 e 11 de março. As entrevistas foram conduzidas online. A YouGov veiculou online todas as pesquisas que realizou sobre o conflito nesses dez anos.

Tradução de PAULO MIGLIACCI

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade


 

Voltar ao topo da página