Atentado na Nigéria deixa ao menos 20 mortos e outros 20 feridos 

Ataque aconteceu perto de cidade que é berço do grupo extremista Boko Haram

Maiduguri | Associated Press

Ao menos 20 pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas depois de um ataque suicida em um mercado de peixes em Konduga, no norte da Nigéria, nesta sexta-feira (16).

Segundo a polícia local, a suspeita é que mulheres tenham deixado três bombas no centro de compras, que fica nos arredores de Maiduguri, capital do estado de Borno. Três explosões foram ouvidas na sequência por quem passava pelo local.

Apesar de nenhum grupo ter assumido a autoria, a cidade é o local onde nasceu o Boko Haram, organização extremista. A região tem sido um alvo frequente do grupo.

O Boko Haram tem a intenção de estabelecer um governo islâmico e é conhecido por atentados violentos no país e também por sequestrar e escravizar meninas e mulheres.

Cerca de 20 mil pessoas foram mortas pelo Boko Haram desde 2009; a violência do grupo também já levou mais de 2 milhões a deixarem suas casas no país.

Em 2014, o Boko Haram foi responsável pelo sequestro de quase 300 estudantes em Chibok, das quais cem ainda estão em seu poder.

Os atentados suicidas têm continuado na Nigéria apesar de o governo e o Exército dizerem que o Boko Haram foi derrotado em 2016.

O presidente Muhammadu Buhari, que assumiu em 2015, teve como uma de suas promessas de campanha melhorar a segurança no país.

Na quinta-feira (15), um ataque a tiros por uma facção criminosa deixou ao menos 18 mortos no vilarejo de Birani, no noroeste da Nigéria.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.