Nora de Trump é levada ao hospital após receber carta suspeita

Correspondência continha uma substância não identificada 

Das agências de notícias

Vanessa Trump, nora do presidente americano Donald Trump, foi levada a um hospital de Manhattan, como medida de precaução, depois que uma carta suspeita contendo uma substância não identificada foi enviada ao apartamento dela.

Donald Trump Jr. e a mulher Vanessa em evento de 2016 - REUTERS

A carta estava endereçada ao marido de Vanessa, Donald Trump Jr., o filho mais velho do presidente e de sua ex-mulher Ivana.

Depois que a carta foi aberta, Vanessa ligou para a polícia e disse estar tossindo e sentindo náuseas. Um teste preliminar, no entanto, indicou que a substância não era perigosa.

Três pessoas da casa foram levadas ao centro médico New York Presbyterian-Weill Cornell apenas por precaução, informaram os bombeiros de Nova York.

Vanessa e Donald Jr. têm cinco filhos, mas nenhum deles estava em casa no momento. 

Não há nenhuma indicação de que qualquer pessoa tenha ficado ferida e nenhum sinal de que a substância fosse um material perigoso.

Em março de 2016 a polícia investigou uma carta suspeita enviada a Eric, irmão de Donald Jr. Mas o pó branco era inofensivo. 

Associated Press
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.