Descrição de chapéu israel Binyamin Netanyahu

Palestino mata colono israelense a facadas e foge na Cisjordânia

Região enfrenta onda de violência desde que Trump declarou Jerusalém capital de Israel

Equipes de resgate tentam resgatar homem que foi esfaqueado por palestino na entrada do assentamento de Ariel; ele morreu horas depois
Equipes de resgate tentam resgatar homem que foi esfaqueado por palestino na entrada do assentamento de Ariel; ele morreu horas depois - Yossi Zeliger/Reuters

Um palestino esfaqueou um homem israelense até a morte em um ponto de ônibus próximo a um assentamento judaico na Cisjordânia nesta segunda (5). O autor chegou a ser perseguido por militares, mas conseguiu fugir.

Imagens de câmeras de segurança exibidas pelo Channel 2 News mostram que o esfaqueador atravessou uma rua movimentada e, na sequência, atacou o homem por trás antes de desferir os golpes.

Segundo o porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, os agentes chegaram a levar a vítima ao hospital, mas ela não resistiu. O morto foi identificado como Itamar Ben Gal, 29, que deixa mulher e quatro filhos.

O primeiro-ministro Binyamin Netanyahu prestou condolências à família de Ben Gal e disse que policiais buscam o autor. No mês passado, outro colono foi morto a tiros enquanto dirigia perto de um assentamento na Cisjordânia.

A maioria da comunidade internacional considera ilegais as colônias judaicas no território palestino e as veem como obstáculo para a paz. Israel considera que a situação dos assentamentos deve ser resolvida em negociações.

A região enfrenta uma onda de violência desde que o presidente dos EUA, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como a capital de Israel. A declaração irritou os palestinos e os países islâmicos e colocou em risco a retomada do diálogo.

Desde o anúncio, no início de dezembro, manifestantes palestinos e soldados israelenses entraram diversas vezes em confronto na Cisjordânia e na fronteira com a faixa de Gaza. Os enfrentamentos deixaram ao menos 19 palestinos mortos.

Associated Press
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.