Descrição de chapéu estados unidos

Promotores vão pedir pena de morte para atirador da Flórida

Nikolas Cruz será acusado de 34 crimes, incluindo 17 de homicídio doloso

Miami

Os promotores da Flórida responsáveis pelo caso do atirador que matou 17 pessoas em uma escola da cidade de Parkland em fevereiro anunciaram que vão pedir a pena de morte para o autor dos disparos. 

Michael Satzpromotor-chefe do condado de Broward (onde ocorreu o massacre), disse que preencheu nesta terça-feira (13) os papéis pedindo a pena para Nikolas  Cruz, 19 —ele chegou a confessar ter sido o autor dos disparos na escola Marjory Stoneman Douglas. 

Cruz, que está detido desde o dia do ataque, deve comparecer nesta quarta-feira (14) a um tribunal para ser formalmente acusado. Os promotores já tinham anunciado que ele deverá enfrentar 34 acusações diferentes, entre elas 17 de homicídio doloso, quando existe a intenção de matar.  

Os advogados do suspeito tinham dito que ele se declararia culpado e aceitaria um acordo com os promotores caso a pena de morte não fosse pedida. 

Caso Cruz seja considerado culpado pela Justiça por todas as acusações, a única opção além da pena de morte é que ele seja condenado a prisão perpétua sem direito a condicional. 

Ele foi preso no dia 14 de fevereiro, cerca de uma hora depois de uma série de disparos na escola de Parkland, de onde tinha sido expulso.

Segundo a polícia, Cruz entrou no local armado com um fuzil tipo AR-15, matando 17 pessoas entre alunos e professores. O suspeito tem histórico de tratamentos psiquiátricos, mas comprou a arma legalmente.    

Associated Press
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.