Rússia testa novo míssil balístico intercontinental

Segundo o presidente Vladimir Putin, o Sarmat pode atingir alvos em qualquer lugar do mundo

O míssil Sarmat é lançado na base de Plesetsk, no noroeste da Rússia, nesta sexta-feira (30)
O míssil Sarmat é lançado na base de Plesetsk, no noroeste da Rússia, nesta sexta-feira (30) - Ministério da Defesa da Rússia/Divulgação/Associated Press
Moscou

A Rússia disse nesta sexta-feira (30) ter testado um novo míssil balístico intercontinental.

Segundo o Ministério da Defesa russo, o lançamento do Sarmat, da base de Plesetsk, no noroeste da Rússia, testou a performance do míssil no estágio inicial de voo.

O Sarmat deve substituir o Voyevoda, o míssil mais pesado do mundo, da era soviética, conhecido como "Satã". 

No começo do mês, ao apresentar o Sarmat e outras armas nucleares, o presidente Vladimir Putin disse que o míssil não pode ser interceptado e que tem um alcance maior que o do "Satã". Segundo ele, o míssil pode voar por cima do Polo Norte e do Polo Sul e pode atingir alvos em qualquer lugar do mundo.

Além disso, segundo o líder russo, o Sarmat pode carregar mais ogivas nucleares que o "Satã" e é mais difícil de interceptar na fase logo após o lançamento, a mais vulnerável, pois acelera mais rapidamente que seu antecessor.

Associated Press
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.