Policial de Toronto que não disparou contra motorista de van é elogiado

Suspeito apontava suposta arma e dizia "me mate", mas foi rendido por oficial

Toronto | Reuters

Um policial de Toronto que se recusou a disparar contra o homem que atropelou pedestres com uma van nesta segunda-feira (23), matando dez pessoas, foi elogiado por sua contenção diante de um suspeito que afirmava ter uma arma.

Imagens de um vídeo mostram o policial apontando uma arma contra o suspeito no meio de uma rua, enquanto o outro apontava o que parecia ser uma arma e gritava "Me mate". 

O video, obtido pela CBS News, mostra o suspeito repetidamente apontando um objeto contra o policial. O suspeito foi detido e identificado como sendo Alek Minassian, 25, morador de Richmond Hill, no subúrbio de Toronto.

 

A prisão foi elogiada como um exemplo bem-vindo de contenção policial em meio a uma situação de caos. Além dos dez mortos, 15 pessoas ficaram feridas em um dos mais violentos episódios da história recente do Canadá.

"É evidente que o suspeito estava tentando ser morto. Ele realmente estava buscando um 'suicídio pela polícia'", afirmou Gary Clement, superintendente aposentado da Royal Canadian Mounted Police com 34 anos de experiência.

A polícia de Toronto não quis divulgar o nome do policial. 

"Diria que esse indivíduo encontrou o policial perfeito", disse Clement. "Ninguém sabe como eles vão reagir. Esse cara reagiu de uma maneira muito madura."

O chefe da polícia de Toronto, Mark Saunders, disse que o comportamento do policial reflete "o alto calibre do treinamento recebido". "Eles são ensinados a usar o mínimo de força possível em qualquer situação", afirmou.

A atuação não violenta da polícia ganhou elogios nas mídias sociais.

"Uau, veja como esses policiais canadenses renderam esse suposto assassino", disse Stuart Thompson em uma rede social. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.