Homens detonam bomba em restaurante e ferem 15 pessoas no Canadá

Suspeitos fugiram após a explosão; ninguém assumiu o ataque

Toronto | Reuters e Associated Press

Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas após a detonação de uma bomba colocada minutos antes por dois homens em um restaurante indiano da cidade de Mississauga, no leste do Canadá, na noite desta quinta-feira (24).

Segundo a polícia, a explosão ocorreu por volta das 22h30 (23h30 no horário de Brasília), enquanto dois grupos de dez pessoas celebravam aniversários no Bombay Bhel, que fica em um centro comercial da cidade canadense.

Câmeras de segurança mostram os suspeitos entrando na loja, deixando a bomba, detonando-a e depois fugindo. Eles foram identificados pelas autoridades como dois homens brancos com idades entre 20 e 30 anos.

Entre os feridos há pessoas entre 23 e 69 anos. Deles, três ficaram gravemente feridos: um homem de 35 anos, uma mulher de 62 anos e outra mulher de 48 anos. Seu estado de saúde nesta sexta-feira (25) é estável.

A chefe da polícia da região, Jennifer Evans, divulgou uma foto dos suspeitos nas redes sociais. Ela disse que, no momento, a polícia não considera a ação um ato de terrorismo ou um crime de ódio, embora não descartem.

A primeira-ministra da província de Ontário, Kathleen Wynne, tentou acalmar a população local, assustada desde o atentado feito com uma van que deixou dez mortos e 15 feridos em uma avenida de Toronto em 23 de abril.

“Estes são incidentes foram chocantes e se tornaram mais chocantes porque são incomuns na nossa sociedade. E os dois aconteceram em um período muito curto de tempo, por isso acho preocupante”, disse a chefe de governo.

No caso de Toronto, o autor foi Alek Minassian, 25, que fazia parte de um grupo de mensagens online sobre celibato involuntário, conhecidos pela abreviatura ‘incel’, e visava mulheres no ataque. O país evitou falar em terrorismo.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.