Descrição de chapéu Venezuela

Pesquisas dão vitória a oposicionista na Venezuela

Henri Falcón rompeu com coalizão para disputar eleição presidencial e pode bater Nicolás Maduro

O candidato presidencial venezuelano Henri Falcón faz comício em Caracas - Carlos Garcia Rawlins - 14.mai.2018/Reuters
Fabiano Maisonnave
Caracas

Duas pesquisas de opinião recém-divulgadas nas últimas horas mostram o oposicionista Henri Falcón à frente de Nicolás Maduro. A eleição presidencial venezuelana será neste domingo (20).

De acordo com o instituto Datanálisis, o dissidente chavista tem 30% dos votos, contra 20% para o atual mandatário. Em terceiro, aparece o pastor evangélico Javier Bertucci (14%), um “outsider” na política que tem feito um discurso de oposição ao governo. 

Entre os que declararam dispostos ou muito dispostos a votar, Falcón vence Maduro por 37% a 28%.

Para se candidatar, Falcón rompeu com a Mesada da Unidade Democrática (MUD), coalizão dos principais partidos oposicionistas, que tem pregado a abstenção, com o argumento de que o governo fraudará o resultado. 

A decisão da MUD de não participar da eleição foi rechaçada por 67,7% dos entrevistados. Esse percentual sobe para 70,5% ente os que se identificaram como oposicionistas a Maduro.

Sobre a gestão de Maduro, 67% concordaram com a afirmação de que ele não tem plano nem equipe para governar o país. O país vive intensa crise econômica, que tem levado centenas de milhares de venezuelanos a emigrar.

A pesquisa foi realizada entre os dias 8 e 15 de maio e tem uma margem de erro de 3,44 pontos percentuais.

No levantamento de Varianzas, a vantagem de Falcón é mais ampla: 45,5%, contra 24,9% para Maduro.
Questionados se querem que Maduro seja reeleito por mais seis anos de mandato, 76,2% responderam que não.

Varianzas foi a campo nos últimos sete dias. O levantamento tem margem de erro de três pontos percentuais.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.