Barco de ONG espanhola resgata 60 imigrantes no mar Mediterrâneo

Embarcação da Proactiva Open Arms ainda não tem local para aportar; Itália negou acesso

Imigrantes a bordo de um bote da ONG Proactiva Open Arms são resgatados na costa da Líbi - Associated Press
Madri

Um barco da ONG espanhola Proactiva Open Arms resgatou 60 imigrantes que estavam à deriva no mar Mediterrâneo neste sábado (30), mas o ministro do Interior italiano negou acesso aos portos de seu país. 

"Resgataram e salvaram 60 pessoas à deriva e em risco de morte", informou a ONG. "Agora todos a bordo do [navio] Open Arms indo para porto seguro". 

O ministro italiano do Interior e vice-primeiro-ministro, Matteo Salvini, disse no Facebook que o barco da ONG chegou aos migrantes antes da guarda costeira da Líbia.

"O porto mais próximo é Malta, a organização e a bandeira são espanholas: não pensem em vir a um porto italiano", disse o ministro. 

O ministro do Interior de Malta, Michael Farrugia, respondeu no Twitter que os imigrantes foram resgatados entre a Líbia e a ilha italiana de Lampedusa. 

"Chega de espalhar informações incorretas, acusando Malta sem nenhum motivo", disse Farrugia.

A ONG espanhola acrescentou em sua mensagem: "Apesar dos obstáculos, continuamos a proteger o direito à vida" dos migrantes. 

Ainda é desconhecido para qual porto o navio Open Arms pode ir.  A porta-voz da Proactiva Open Arms, Laura Lanuza, disse que os barcos estavam indo para o norte, enquanto as negociações com diferentes países estão em andamento.

O "Aquarius", outro navio humanitário fretado pela ONG francesa SOS Méditerranée, conseguiu entrar no porto espanhol de Valência no último dia 17 com 630 migrantes a bordo, depois de ter sido rejeitado pela Itália e por Malta uma semana antes.

AFP e Associated Press
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.