Donald Trump e Kim Jong-un chegaram a Singapura para encontro histórico

As tensões ligadas ao arsenal nuclear da Coreia do Norte serão a questão central da agenda

Singapura

​O presidente americano Donald Trump e o ditador norte-coreano Kim Jong-un chegaram neste domingo (10) a Singapura, dois dias antes da histórica cúpula, sob forte esquema de segurança.

O presidente Donald Trump chega à base aérea em Singapura para encontro com o ditador norte-coreano Kim Jong-un
O presidente Donald Trump chega à base aérea em Singapura para encontro com o ditador norte-coreano Kim Jong-un - Evan Vucci/AP

O arsenal nuclear de Pyongyang, que rendeu várias séries de sanções do Conselho de Segurança da ONU e ameaças de ações militares do governo de Trump, será a questão central da agenda.

A cúpula de terça-feira (12) acontece na ilha de Sentosa, em Singapura, que reúne resorts, cassinos e campos de golfe, mas tem um passado marcado por mortes

A reunião é o clímax de uma ofensiva diplomática recente em torno da península coreana. Washington exige uma desnuclearização completa da Coreia do Norte, mas críticos duvidam da viabilidade do acordo.

O ditador norte-coreano Kim Jong-un ao lado do primeiro-ministro de Singapura Lee Hsien Loong
O ditador norte-coreano Kim Jong-un (à esq.) ao lado do primeiro-ministro de Singapura Lee Hsien Loong - Edgar Su/Reuters

​Trump insistiu na semana passada que a cúpula não seria “apenas uma sessão de fotos”. Antes de embarcar para Singapura, o presidente afirmou que seu encontro com Kim Jong-un é “uma ocasião única”, assegurando que “desde o primeiro minuto” saberia se um acordo pode ser alcançado.

Ele também levantou a possibilidade de que Kim Jong-un visite Washington se tudo correr bem.

Ao longo dos anos, a Coreia do Norte fez provocações e avançou seu programa nuclear, apresentado como uma garantia contra os riscos de uma invasão americana.

Kim intensificou testes nucleares e de mísseis capazes de atingir o continente dos EUA, alimentando tensões com ameaças e insultos trocados entre Kim e Trump.
 

AFP
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.