Estudantes de Parkland começam turnê por maior controle na venda de armas nos EUA

Em Chicago, manifestantes fizeram a primeira de 25 paradas programadas nos próximos dois meses

O ato promovido em Chicago por estudantes que sobreviveram a ataque com arma de fogo que matou 17 pessoas em Parkland, na Flórida
O ato promovido em Chicago por estudantes que sobreviveram a ataque com arma de fogo que matou 17 pessoas em Parkland, na Flórida - Jim Young/AFP
Chicago | Associated Press

Um grupo de estudantes que sobreviveu ao tiroteio na escola de Parkland, na Flórida, onde 17 pessoas morreram em 14 de fevereiro, iniciou uma turnê nacional de ônibus para pedir endurecimento das leis de controle de vendas de armas.

Em Chicago, primeiro ponto das 25 paradas que o grupo planeja fazer nos próximos dois meses, os estudantes reuniram muitas pessoas no South Side. Kyrah Simon, da Marjory Stoneman Douglas High School, em Parkland, disse à multidão aos jovens que suas vozes importam.

A ex-deputada Gabrielle Giffords, que foi gravemente ferido em um tiroteio de 2011, pediu às pessoas que votassem no dia da eleição pensando que podem influenciar nas ações para ampliar o controle de vendas de armas nos EUA, questão que divide os americanos.

A manifestação contou com as presenças dos cantores Jennifer Hudson, Chance the Rapper e will.i.am.

Os estudantes do Parkland visam realizar a mobilização em comunidades abaladas pela violência ou por ataques com armas de fogo e também locais onde políticos apoiados pela Associação Nacional de Rifles buscarão concorrer a cargos públicos.

Foi nas redes sociais que a mobilização de adolescentes começou e conquistou alcance inédito para o tema nos EUA, onde o porte de armas é protegido pela Constituição.

Os estudantes ganharam apoio logístico de organizações como a Everytown for Gun Safety, fundada pelo ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, e a Giffords Courage, criada por Gabrielle Giffords.

MAIORES CHACINAS A TIROS NOS EUA


2017 - Las Vegas, Nevada

58 mortos

Stephen Paddock dispara do 32º andar do hotel Mandalay Bay contra pessoas que assistiam a show

2016  - Orlando, Flórida

49 mortos

Omar Mateen atira dentro da boate gay Pulse, inspirado pelo Estado Islâmico

2007 - Blacksburg, Virgínia

32 mortos

O aluno Seung-Hui Cho faz ataque a tiros na Universidade Virginia Tech

2012 - Newtown, Connecticut

27 mortos

Adam Lanza ataca escola de ensino fundamental Sandy Hook; entre os mortos há 20 crianças

2017 - Sutherland Springs, Texas

26 mortos

Devin Kelley invade igreja batista e mata 24, inclusive crianças; outras duas pessoas são mortas na fuga dele

1991 - Killeen, Texas

23 mortos

George Hennard invade restaurante com veículo e abre fogo

1984 - San Ysidro, Califórnia

21 mortos

James Huberty abre fogo dentro de restaurante da rede McDonald's

1966 - Austin, Texas

18 mortos

Charles Whitman atira do alto de torre na Universidade do Texas

2018 - Parkland, Flórida

17 mortos

Nikolas Cruz abre fogo dentro de escola de ensino médio

2015 - San Bernardino, Califórnia

14 mortos

Syed Farook e Tashfeen Malik atacam reunião de confraternização em escritório

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.