Descrição de chapéu Governo Trump

Melania usa casaco com frase 'Eu não me importo' antes de visita a crianças

Porta-voz diz que era apenas uma jaqueta, sem mensagem oculta no debate sobre imigração

À dir. casaco com dizeres "Eu não importo, e você?"; à esq., a primeira-dama dos EUA, Melania Trump, usando jaqueta similar ao entrar em avião rumo ao Texas
À dir. casaco com dizeres "Eu não importo, e você?"; à esq., a primeira-dama dos EUA, Melania Trump, usando jaqueta similar ao entrar em avião rumo ao Texas - Divulgação e Kevin Lamarque/Reuters
Washington | Associated Press

A primeira-dama dos EUA, Melania Trump, usou um casaco que dizia “I really don’t care, do u? [Eu realmente não me importo, e você?]” antes de embarcar para a visita que realizou em um centro de acolhimento de crianças imigrantes que foram separadas de seus pais quando tentaram entrar no país.

Questionado sobre a mensagem que Melania queria passar, a porta-voz da primeira-dama, Stephanie Grisham, respondeu que trata-se apenas de um casaco,

“Não há mensagem oculta. Depois da importante visita ao Texas, eu espero que a imprensa não vá priorizar o vestuário dela”, afirmou Grisham, que, em uma rede social, usou a hashtag #SheCares (ela se importa, em inglês).

Em rede social, Donald Trump disse que o "não me importo" do casaco de Melania se refere à mídia das fake news. "Melania aprendeu o quanto eles são desonestos, e ela verdadeiramente não se importa mais", escreveu o presidente.

Quando o avião pousou em McAllen, no Texas, a primeira-dama já tinha trocado o casaco por um bege.

A escolha de Melania chamou atenção também porque era da marca espanhola Zara, conhecida pelo “fast fashion”. A primeira-dama, em suas aparições públicas, costuma usar marcas como Dolce & Gabbana, Christian Dior, Givenchy e Valentino —frequentemente com sapatos de salto Christian Louboutin.

A visita ao abrigo no Texas aconteceu um dia depois de Donald Trump assinar uma ordem executiva (espécie de decreto presidencial) determinando que as famílias de imigrantes ilegais não devem ser separadas —os filhos deveriam ficar no centro de detenção onde estão os pais.

Segundo a porta-voz de Melania, a primeira-dama queria ver o que acontecia no abrigo (com 55 crianças de 12 a 17 anos) e manifestar seu apoio a esses jovens.

Na semana passada, Melania divulgou um comunicado em que afirmava que detestava ver crianças separadas de suas famílias e que os EUA precisavam ser um país que segue todas as lei, mas que, ao mesmo tempo, necessita governar com o coração.

De acordo com a imprensa americana, a primeira-dama vinha cobrando do presidente uma ação dele para que as famílias não fossem mais separadas.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.