Juiz impede divulgação de manuais de armas em impressoras 3D nos EUA

Arquivos com instruções poderiam ser baixados na internet a partir de 1º de agosto

Arma feita em impressora 3D que será vendida nos EUA pela startup americana Defense Distributed/Defcad. Reprodução/Instagram @ghost_gunner2 - Reprodução/Instagram @ghost_gunner2
Washington | Reuters

Um juiz americano bloqueou nesta terça-feira (31) a iminente divulgação de manuais de instrução para a impressão de armas 3D, horas antes de que eles fossem disponibilizados na internet, após vários estados abrirem processo contra a publicação.

O juiz distrital Robert Lasnik, de Seattle, Washington, disse que a publicação dos manuais poderia causar dano irreparável aos cidadãos americanos. 

A decisão bloqueia um acordo alcançado pelo governo do presidente Donald Trump com uma companhia do Texas que pretendia publicar os arquivos na quarta-feira (1º).

Na terça, Trump levantou questões sobre a venda de armas de plástico feitas com impressoras 3D.

Oito estados e o distrito de Columbia entraram com um processo na segunda-feira para contestar o acordo entre o governo federal e a Defense Distributed que permitia que a empresa divulgasse seus designs. 

Defensores de controles sobre armas temem que as armas feitas por impressoras 3D não sejam rastreáveis ou detectáveis, representando uma ameaça para a segurança global.

Defensores dos direitos de ter armas argumentam que a tecnologia é muito cara e que a ameaça seria superestimada. 

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.