Morre mulher envenenada com mesma substância usada contra ex-espião russo

Dawn Sturgess, 44, tinha sido encontrada desacordada no dia 30 e estava em estado grave

Londres

Uma mulher britânica de 44 anos que foi envenenada com o mesmo agente neurotóxico usado contra o ex-espião russo Serguei Skripal morreu neste domingo (8), confirmou o governo do Reino Unido.  

Dawn Sturgess e um homem de 45 anos foram encontrados desacordados no dia 30 na cidade de Amesbury, cidade inglesa que fica a 10 km de Salisbury, local onde Skripal e sua filha Iulia foram envenenados em março —os dois russos conseguiram se recuperar e foram liberados do hospital. 

O homem achado ao lado de Sturgess, identificado como Charlie Rowley, segue internado em estado grave no mesmo hospital que tratou os Skripals. Não há detalhes ainda de qual foi exatamente a causa da morte da mulher. 

O hospital em Salisbury onde a mulher estava internada, o mesmo que tratou Serguei Skripal e sua filha, Iulia
O hospital em Salisbury onde a mulher estava internada, o mesmo que tratou Serguei Skripal e sua filha, Iulia - Geoff Caddick - 4.jul.2018/AFP

A primeira-ministra Theresa May disse estar horrorizada e chocada com a morte. 

O governo britânico culpou a Rússia pelo envenenamento do ex-espião, o que foi negado por Moscou.

O caso levou a uma crise diplomática entre os países, que culminou com Londres e outros países do Ocidente expulsando diplomatas russos.

Após a divulgação do novo caso, May voltou a criticar Moscou, mas a polícia britânica trabalha até o momento com a hipótese do envenenamento ter ocorrido de forma acidental

Segundo as autoridades britânicas, o casal teria entrado em contato por acaso com o Novichok, a substância usada no envenenamento de Skripal, mas não está claro ainda como isso aconteceu. 

Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.