Grávida e bebê são mortos por bombardeios israelenses em Gaza

Ataques foram em resposta a disparos de mísseis do Hamas

Explosão durante bombardeio aéreo de Israel contra Gaza - Mahmud Hams/AFP
Jerusalém | AFP

Um bebê e sua mãe grávida estão entre os três palestinos mortos por bombardeios aéreos israelenses durante a madrugada desta quarta-feira (9) em Gaza. Os ataques foram em resposta a uma série de disparos de foguetes pelo Hamas contra território de Israel

A grávida Enas Khammash, 23, e seu bebê de 18 meses Bayan foram mortos em bombardeio em Jafawari, no centro de Gaza, afirmou o Ministério da Saúde do território. O marido dela ficou ferido. 

O Exército de Israel não comentou o incidente, mas disse que seus ataques atingiram 100 "alvos militares" do Hamas. 

"O ataque israelense foi conduzido em resposta aos foguetes disparados de Gaza contra território israelense durante a noite", disse nota do Exército. 

A nota diz ainda que os alvos "incluíram fábricas, complexos de treinamento e locais de armas avançadas" de propriedade do Hamas, que controla Gaza e que Israel considera um grupo terrorista. 

Um militante do Hamas foi morto em um dos ataques e outras 12 pessoas ficaram feridas, ainda de acordo com o Ministério da Saúde. 

O sistema de defesa de mísseis de Israel interceptou 11 de cerca de 70 lançamentos de foguetes, afirmou o Exército. A maioria deles caiu em áreas abertas.

Pelo menos dois atingiram a cidade israelense de Sderot, próximo à fronteira de Gaza. 

Uma pessoa ficou levemente ferida e outras receberam atendimento médico por estado de choque, em Sderto, afirmou o serviço médico local. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.