Descrição de chapéu Venezuela

Imigrantes voltam para Venezuela após violência em Roraima

Cerca de cem venezuelanos que viviam na rua em Boa Vista regressaram depois de mortes na quinta (6)

Brasília

Cerca de cem venezuelanos que viviam nas ruas ou em abrigos em Boa Vista (Roraima) foram repatriados neste sábado (8). 

Barracas onde ficavam os imigrantes venezuelanos na praça Simón Bolívar, em Boa Vista (RR)
Barracas onde ficavam os imigrantes venezuelanos na praça Simón Bolívar, em Boa Vista (RR) - Exército Brasileiro/Divulgação

Eles retornaram ao seu país em ônibus alugados pelo governo venezuelano. Segundo o Consulado da Venezuela em Boa Vista, a operação de retirada vai continuar neste domingo (9).

O governo de Roraima afirmou que a polícia investiga o assassinato de duas pessoas ocorrido na última quinta-feira (6).

De acordo com testemunhas, um brasileiro foi apunhalado ao entrar em confronto com um venezuelano que havia roubado um supermercado. O venezuelano foi linchado até a morte por um grupo de brasileiros. 

O episódio reavivou a tensão na fronteira entre Brasil e Venezuela, por onde entram diariamente centenas de pessoas fugindo da crise venezuelana.

Existem mais de 30 mil venezuelanos vivendo em Roraima, um estado de 576 mil habitantes, de acordo com o IBGE.

Mesmo com uma operação que conta com apoio do Exército Brasileiro, de ONGs e do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), os abrigos não são suficientes para acolher todos os imigrantes, e muitos acabam acampando nas ruas de Boa Vista.

Eles relatam viver com medo constante de sofres ataques, especialmente depois que vizinhos da cidade de Pacaraima expulsaram, neste mês, 1.200 venezuelanos da cidade.

As autoridades regionais afirmam que os serviços públicos estão completamente sobrecarregados. O governo brasileiro descarta o fechamento da fronteira.

AFP
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.