Mulher diz que juiz indicado por Trump participou de festa onde ocorreu estupro coletivo

Julie Swetnick é a terceira pessoa a acusar o magistrado de má conduta sexual; ele nega

Washington | Reuters

Uma mulher acusa o juiz Brett Kavanaugh, indicado pelo presidente Donald Trump à Suprema Corte, de ter participado de uma festa em 1982 onde ela teria sido vítima de estupro coletivo.

Julie Swetnick, moradora de Washington, teve a identidade revelada nesta quarta (26) e é a terceira pessoa a acusar o magistrado de algum tipo de má conduta sexual.

Fazem parte da lista Christine Blasey Ford, que o acusa de tê-la atacado sexualmente durante uma festa de estudantes na década de 1980, e Deborah Ramirez, colega de faculdade do juiz que teria sido forçada a tocar em seu pênis.

Ativistas protestam no Senado contra indicação de Brett Kavanaugh para ser juiz da Suprema Corte dos EUA - Brendan Smialowski/AFP

A nova vítima não disse que Kavanaugh participou do estupro. Ela acredita que, durante o ato, estava sob o efeito de drogas que teriam sido colocadas em sua bebida.

Swetnick afirmou ainda que testemunhou que  Kavanaugh, então adolescente, beber excessivamente em festas e que ele se envolveu em "comportamentos abusivos e fisicamente agressivos" contra garotas.

Segundo ela, ele e amigos tentavam embebedar meninas para que pudessem ser estupradas de forma coletiva por vários homens.

Nesta quinta (27), Kavanaugh e Ford serão ouvidos no Senado sobre as acusações, como parte do processo de confirmação do juiz para a Suprema Corte. 

O Comitê do Judiciário do Senado afirmou que a audiência de quinta-feira está mantida. "Já estamos olhando para isso [as acusações]", disse o presidente do comitê, Chuck Grassley. 

Kavanaugh afirmou que as alegações de Swetnick nunca aconteceram.

"Isso é ridículo e fantasioso", disse em nota divulgada pela Casa Branca. "Não sei quem é essa pessoa, e isso nunca aconteceu." 

Trump afirmou que Kavanaugh está sendo alvo de "falsas acusações" e acusou o advogado que as tornou públicas.

"É um advogado de terceira muito bom em fazer acusações falsas, como fez comigo", afirmou Trump sobre Michael Avenatti, que também representa a atriz pornô ​Stormy Daniels.

Durante a audiência, Kavanaugh deve dizer que, apesar de às vezes ter bebido demais e de "não ter sido perfeito" no ensino médio, não é culpado.

"Eu bebia com meus amigos, geralmente aos fins de semana. Às vezes eu bebia demais", diz um trecho do depoimento que fará amanhã, divulgado nesta quarta.

"Eu disse e fiz coisas no ensino médio que me fazem estremecer agora." 

Ele vai reiterar que "nunca fez nada remotamente parecido" com o que Ford alega.

Desde quando as acusações vieram à tona, no último dia 16, ele tem negado o envolvimento em más condutas sexuais.

"Não estou questionando que a Dra. Ford talvez tenha sido atacada sexualmente por alguém em algum lugar e em algum momento", diz o texto. "Mas eu nunca fiz aquilo com ela ou outra pessoa."

​O juiz também deve dizer que ataque sexual é algo "moralmente errado" e que contraria seus valores católicos, e que as acusações são tentativas de última hora para barrar a sua confirmação para a corte.

 

Acusações contra Brett Kavanaugh

Christine Blasey Ford Revelou sua identidade em entrevista ao jornal The Washington Post; primeira a acusar Kavanaugh, ela afirma que ele a segurou em uma cama, bolinou-a e tentou tirar sua roupa quando ambos eram adolescentes

"Eu achei que ele podia me matar acidentalmente"

Deborah Ramirez A suposta agressão teria acontecido quando os dois eram alunos da Universidade Yale; ela disse que Kavanaugh esfregou o pênis no rosto dela em uma festa, quando ela estava embriagada 

"Eu sabia que era algo que não queria, mesmo naquele estado" 

Julie Swetnick A acusação mais recente afirma que o juiz estava em uma festa em 1982 onde ela foi vítima de um estupro coletivo 

"Eu testemunhei tentativas de Mark Judge, Brett Kavanaugh e outros de deixarem garotas embriagadas ou desorientadas para elas serem estupradas coletivamente" 

O que dizem os envolvidos no caso

Michael Avenatti É o advogado da nova acusadora, Swetnick; ele ficou conhecido por também ser o defensor da atriz pornô Stormy Daniels, que afirma ter tido um caso com Donald Trump 

"Nós exigimos uma investigação imediata do FBI sobre essas denúncias" 

Brett Kavanaugh Foi indicado em julho por Donald Trump para assumir uma vaga na Suprema Corte americana; ele negou todas as acusações de abuso até o momento 

"Isso é ridículo e fantasioso" 

Donald Trump Tem defendido o nome de Kavanaugh desde o início das denúncias, questionando a credibilidade das vítimas e já afirmando que as acusações são injustas com o juiz 

"Avenatti é um advogado de terceira categoria muito bom em fazer acusações falsas, como fez comigo"

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.