Descrição de chapéu Global Media Venezuela

Portugal pressiona Venezuela por libertação de gerentes de supermercados

Alguns dos 34 presos acusados de esconder produtos e subir preços são portugueses ou descendentes

Três pessoas estão em um corredor de um supermercado, com produtos como biscoitos e salgadinhos
Venezuelanos fazem compras em supermercado de Caracas; governo prendeu 34 gerentes na semana passada - Federico Parra - 23.ago.18/AFP

O Ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, referiu que teve uma conversa "dura" com o homólogo venezuelano acerca dos portugueses e lusodescendentes presos na Venezuela e indicou "linha vermelha" que poderá desencadear consequências diplomáticas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros venezuelano, Jorge Arreaza, acedeu ao pedido português de "acesso imediato aos portugueses detidos por parte das autoridades consulares e embaixada portuguesa", para "lhes ser garantida a devida proteção consular", segundo o ministro português, que falou à imprensa na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque.

"Eu disse ao meu colega que para nós havia uma linha vermelha e que, evidentemente, não haver progressos na superação deste problema teria consequências nas relações bilaterais", afirmou Augusto Santos Silva.

Leia mais no JORNAL DE NOTÍCIAS

JORNAL DE NOTÍCIAS
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.