Identificados os 11 mortos de ataque a sinagoga em Pittsburgh

A idade das vítimas varia entre 54 e 97 anos; entre elas estão um casal e dois irmãos

Moradores prestam homenagem a vítima de ataque contra sinagoga em Pittsburgh, nos EUA - Matt Rourke/Associated Press
 
Pittsburgh | Associated Press

As 11 pessoas mortas na sinagoga Tree of Life, neste sábado (27), em Pittsburgh, incluem o casal Bernice, 84, e Sylvan Simon, 86, e dois irmãos, Cecil, 59, e David Rosenthal.

O gabinete de médicos legistas do condado de Allegheny divulgou os nomes das vítimas neste domingo (28). 

David Rosenthal, 54, era a vítima mais nova e Rose Mallinger, 97, a mais velha.

Entre mortos também estão Joyce Fienberg (75), Richard Gottfried (65), Jerry Rabinowitz (66), Daniel Stein (71), Melvin Wax (88) e Irving Younger (69).

Colegas da Nova Congregação da Luz dizem que Wax era um pilar da congregação, exercendo muitas tarefas e papéis lá. Myron Snider, um de seus amigos, disse que Wax era um contador aposentado e um generoso incansável.

Autoridades dizem que o atirador Robert Bowers fez declarações sobre genocídio e postava conteúdo antissemita nas redes sociais, com insultos e teorias da conspiração. 

Bowers está sendo tratado por ferimentos de bala no hospital Mercy e deve ser levado ao tribunal ainda na segunda-feira (29).

O promotor Scott Brady disse que "o fato de que este ataque ocorreu durante um culto de adoração o torna ainda mais hediondo".

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.