Terremoto atinge noroeste do Haiti e mata ao menos 14 pessoas

Segundo as autoridades locais, ao menos 135 pessoas estão feridas

Associated Press e Reuters

Um terremoto de magnitude 5,9 atingiu o noroeste do Haiti na noite deste sábado (6) e deixou ao menos 14 mortos e mais de cem feridos, segundo o governo do país. 

Pessoas ao redor de escombros e poeira do prédio de um auditório que desabou depois de um terremoto no Haiti
Haitianos diante de um auditório destruído por um terremoto em Gros Morne, no Haiti - Hector Retamal/AFP

A polícia local diz que ao menos sete pessoas e mais de cem se feriram em Porto-da-Paz, cidade que estava 12 km do epicentro do tremor.

Casas e uma delegacia foram destruídas na região, além de um auditório em Gros-Morne, segundo o serviço de proteção civil.

Equipes de resgate estão buscando mais vítimas pela região.   

A capital do país, Porto Príncipe, que fica a  a 219 km de distância de Porto-da-Paz, sentiu o tremor, mas não há relatos de feridos ou desabrigados. 

O terremoto também teve reflexos na República Dominicana e em Cuba, mas sem registro de danos. 

O presidente Jovenel Moise pediu para que a população permanecesse calma e ordenou que "todos os recursos da república" fossem usados para ajudar as vítimas.

Segundo a agência de proteção civil do país, ao menos 135 pessoas estão sendo hospitalizadas. 

Este terremoto é um dos mais fortes a atingir o país desde o tremor que deixou centenas de milhares de mortos.

Em 2010, ​o abalo de 7.1 de magnitude deixou a maior parte da capital em escombros e matou cerca de 300 mil pessoas. 

Com estruturas debilitadas devido a uma crise econômica e política que se estende por anos, o Haiti é particularmente vulnerável a terremotos. 

Em nota neste domingo (7), o Ministério das Relações Exteriores afirmou que, até o momento, não há registro de brasileiros entre as vítimas.

O órgão também expressou sua "solidariedade aos feridos, ao povo e ao governo do Haiti".
 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.