Califórnia encerra busca por vítimas de incêndio; 196 estão desaparecidos

Incêndio florestal mais devastador do estado americano deixou 88 mortos

Funcionário conserta fios de eletricidade em Paradise, cidade devastada pelo incêndio florestal na Califórnia - Rich Pedroncelli-26.nov.2018/Associated Press
Chico (EUA)

Ao menos 196 continuam desaparecidas três semanas depois do início do incêndio florestal mais devastador da Califórnia, nos EUA. Segundo balanço divulgado pelas autoridades locais nesta quarta-feira (28),  o número de mortos chegou a 88.

O incêndio, que começou em 8 de novembro, destruiu quase 14 mil casas e queimou quase 62 mil hectares, uma área pouco menor que a cidade de Taubaté (SP). Entre as áreas mais devastadas está Paradise, uma comunidade de 27 mil pessoas do norte californiano.

O número de pessoas desaparecidas tem oscilado. Muitos foram encontrados em abrigos, hotéis ou hospedados com amigos, disseram as autoridades.

Três pessoas foram retiradas da lista nesta quarta ao serem encontradas em um estacionamento de trailers, informou o xerife do condado de Butte, Kory Honea.

A busca por vítimas foi encerrada, segundo o xerife. “À medida que passarmos a repovoar estas áreas e permitir que as pessoas voltem para casa, é possível que algumas encontrem ossos ou fragmentos de ossos”, disse ele a repórteres.

Cerca de 35 pessoas que morreram no incêndio foram identificadas graças a amostras de DNA e outros indícios, e outras 47 foram identificadas provisoriamente. Seis continuam sem identificação, segundo Honea.

Os bombeiros disseram ter contido totalmente o fogo no domingo (25). Os investigadores ainda não determinaram a causa do incêndio.

Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.