Descrição de chapéu Governo Bolsonaro Venezuela

No que depender de mim, vamos acolher venezuelanos, diz Bolsonaro

Presidente eleito prometeu também não deixar Roraima 'abandonada à própria sorte'

O presidente eleito Jair Bolsonaro participa da formatura de oficiais em Guaratingueta, SP - Zanone Fraissat/Folhapress
Carolina Linhares

Com críticas ao governo venezuelano e ao PT, Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que abrigará os refugiados daquele país no Brasil. 

"No que depender de mim, vamos acolhê-los. Ninguém está saindo de lá porque quer, mas por causa da fome e da ditadura. Devemos acolher, sim", disse em entrevista à imprensa. 

O presidente eleito também afirmou que não vai deixar Roraima, porta de entrada dos venezuelanos, "abandonada à própria sorte". 

Segundo Bolsonaro, é preciso pressionar a ditadura de Nicolás Maduro para que aja diferente. Ele criticou os governos petistas por permitirem a entrada da Venezuela no Mercosul. 

"Se o Brasil tivesse um governo democrático de verdade, a solução seria tomada lá atrás. Em nenhum momento, o governo do PT quis impor sanções ao então presidente Hugo Chávez quando ele começou a acelerar seu processo de promover a ditadura em seu país", disse Bolsonaro.

Bolsonaro esteve nesta sexta (30) na Comunidade Canção Nova, católica, em Cachoeira Paulista, a 200 km da capital. Antes disso, esteve em uma formatura de sargentos da Aeronáutica em Guaratinguetá (SP), cidade vizinha, e visitou o Santuário Nacional Aparecida, também na região do Vale do Paraíba.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.