Comitê Republicano dos EUA diz que foi alvo de ciberataque durante eleições

Emails de membros do grupo ligado ao partido de Trump foram acessados por hackers

Júlia Zaremba
Washington

O Comitê Republicano Nacional do Congresso (NRCC, na sigla em inglês), que trabalha para eleger republicanos para a Câmara dos Representantes, foi vítima de um ciberataque que expôs milhares de emails de membros do grupo a um hacker durante as últimas eleições legislativas

A informação foi revelada pelo site Politico nesta terça (4), com base nos depoimentos de três pessoas ligadas ao partido, e confirmada por um porta-voz do comitê. 

O líder da maioria na Câmara dos EUA, Kevin McCarthy, com deputados republicanos no Capitólio em Washington (EUA)
O líder da maioria na Câmara dos EUA, Kevin McCarthy, com deputados republicanos no Capitólio em Washington (EUA) - Mandel Ngan - 14.nov.18/AFP

Segundo o veículo, as contas de email de quatro assessores do NRCC foram monitoradas por vários meses. A invasão foi detectada em abril, quando a temporada de primárias estava no início. Uma investigação interna foi aberta e o FBI (polícia federal americana) foi alertado sobre o ataque. 

O ciberataque não foi tornado público porque o comitê não queria prejudicar as investigações. 

Uma pessoa próxima ao caso informou ao The Washington Post o invasor foi "sofisticado, com base nas suas táticas e métodos" e que o ataque foi "claramente projetado para esconder os rastros" do hacker.

Membros do partido acreditam que agentes estrangeiros estejam envolvidos no episódio. 

Deputados republicanos disseram não saber do incidente quando foram contatados pelo Politico. Foi o caso do presidente da Câmara, Paul Ryan, e do líder da maioria na casa, Kevin McCarthy. O diretor da NRCC nas últimas eleições, Steve Stivers, não respondeu às tentativas de contato do veículo. 

O caso ecoa o ciberataque patrocinado por russos contra o Comitê Nacional Democrata durante as eleições presidenciais de 2016. Na ocasião, emails de membros do partido foram tornados públicos pelo site WikiLeaks. Não há evidências de que emails de membros do NRCC tenham sido divulgados.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.