Bombardeio de Israel contra alvos iranianos na Síria deixa mortos

Forças israelenses afirmam ter interceptado foguete lançado de território sírio

Beirute e Jerusalém | Reuters e AFP

O Exército de Israel anunciou, na noite deste domingo (20) —madrugada de segunda-feira (21) no horário local—, que estava realizando bombardeios contra alvos iranianos na Síria após ter interceptado um foguete lançado do território sírio. 

Além de anunciar o bombardeio, o Exército advertiu as forças sírias contra "qualquer tentativa de bombardear o território ou as forças de Israel". 

Grupo que monitora a guerra síria disse que 11 pessoas foram mortas. A Rússia, aliada da Síria, disse que quatro soldados sírios foram mortos. 

tanques
Forças israelenses nas colinas de Golã - Jalaa Marey/AFP

Segundo a mídia síria, fontes militares do país disseram que Israel lançou um "ataque intenso por ondas consecutivas de mísseis guiados", mas que as defesas aéreas da Síria destruíram a maior parte dos "alvos hostis".

Testemunhas em Damasco afirmaram que fortes explosões foram ouvidas durante a noite por quase uma hora.

Os bombardeios vieram após ataques feitos além da fronteira síria no domingo —o país disse ter repelido um ataque aéreo israelense, enquanto Israel diz ter interceptado um míssil lançado nas colinas de Golã.

"Estamos operando contra o Irã e contra as forças da Síria que estão incitando a agressão iraniana", afirmou Netanyahu. "Vamos atingir qualquer um que tente nos eliminar. Quem quer que ameace nos eliminar, terá total responsabilidade."

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.