Delegação dos EUA se encontrará com representantes do Taleban em Islamabad

Encontro será em 18 de fevereiro e se segue a outras rodadas de negociações

O chefe interino do Pentágono, Patricj Shanahan (centro), participa de reunião com o comandante americano da Otan, Scott Miller (dir.) e o embaixador dos EUA no Afeganistão, John Boss (esq.), em Cabul - AFP
Cabul | Reuters

Negociadores do Taleban se encontrarão com delegados americanos na capital do Paquistão, Islamabad, no próximo dia 18 de fevereiro, como parte de esforços para acelerar as negociações de paz e pôr fim a mais de 17 anos de guerra no Afeganistão.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (13) por Zabihullah Mujahid, porta-voz do Taleban, o grupo insurgente que Washington desalojou do poder no Afeganistão em 2001.

Mujahid disse que o grupo taambém se encontrará com o premiê paquistanês, Imran Khan, para "discussões abrangentes sobre relações Paquistão-Afeganistão". 

As conversas se seguem a uma rodada de negociações no Qatar. Uma segunda rodada está prevista para 25 de fevereiro.

Não está claro se o negociador chefe dos EUA, Zalmay Khalilzad, irá participar das conversas no Paquistão. 

No fim de janeiro, os EUA anunciaram que estão próximos de um acordo de paz final com o Taleban,

“O Taleban se comprometeu, para nossa satisfação, a fazer o que for necessário para evitar que o Afeganistão venha a se tornar uma plataforma para grupos ou indivíduos terroristas”, afirmou na ocasião ao The New York Times Khalilzad.

Em troca disso e de aceitar negociações políticas com o governo em Cabul, os EUA prometem retirar suas tropas do país asiático. Foi a primeira vez que o governo americano confirmou detalhes das conversas.

Em seu discurso sobre o Estado da União, na semana passada, o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que o progresso nas conversas com o Taleban permitiria uma redução de aproximadamente 14 mil soldados americanos atualmente no Afeganistão. 

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.