Anac suspende voos de aeronave envolvida em acidentes na Etiópia e na Indonésia

Brasil se junta a mais de 50 países que proibiram voos com o modelo Boeing 737 MAX 8

São Paulo

A Anac (Agência Nacional de Aviação) decidiu suspender os voos com a aeronave Boeing 737 MAX 8 na noite desta quarta (13), atendendo a um pedido da Procuradoria-Geral da República. 

Os Estados Unidos e o Canadá também anunciaram na tarde de quarta a suspensão de voos com o modelo.

No domingo (10), um avião Boeing 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines caiu próximo a Adis Abeba, capital da Etiópia, logo após decolar. Em outubro de 2018, o mesmo modelo de aeronave, da companhia Lion Air, caiu na Indonésia. Todas as pessoas a bordo dos dois voos morreram nas quedas. 

A Gol, única companhia aérea brasileira que possui unidades do modelo, já havia parado de utilizar os aviões MAX 8 desde a noite de segunda (11). 

Segundo a agência, a decisão foi tomada após consulta junto à FAA, a equivalente americana da Anac.

Chile, Colômbia, Costa Rica, México e Panamá adotaram medidas com o mesmo efeito após a divulgação da decisão da agência brasileira. As companhias Copa Airlines e Aeroméxico já tinham voluntariamente paralisado suas operações com os aviões.

Autoridades da América Latina vinham se mostrando relutantes a paralisar as operações com o modelo, cuja segurança é questionada desde o acidente na Etiópia. 

Agência reguladora da Argentina —um dos maiores mercados da região, além do Brasil— não impôs veto ao MAX 8. A Aerolineas Argentinas possui unidades do Boeing 737 MAX 8 e 9 e decidiu deixar temporariamente os aviões no solo.

Segurança questionada

As causas dos dois acidentes com o modelo Boeing 737 MAX 8 são desconhecidas, e as investigações ainda estão em curso.

​A Etiópia anunciou que enviará para a Europa as caixas-pretas do avião Boeing 737 MAX 8 que caiu no domingo, pois o país não possui meios técnicos para analisar os dados contidos nelas.

Em nota, a Boeing, cuja sede fica em Chicago, nos Estados Unidos, manteve a posição de que as aeronaves são seguras, mas apoiou a decisão de deixá-las no solo temporariamente.

“A Boeing decidiu —por uma questão de excesso de cuidado e para tranquilizar o público sobre a segurança da aeronave— recomendar à FAA a suspensão temporária das operações de toda a frota global de 371 aeronaves 737 MAX.”

Mais de 50 países vetaram voos com o 737 MAX

  • Alemanha
  • Austrália
  • Áustria
  • Bélgica
  • Bermudas
  • Brasil
  • Bulgária
  • Canadá
  • Chile
  • China
  • Chipre
  • Cingapura
  • Colômbia
  • Costa Rica
  • Croácia
  • Dinamarca
  • Emirados Árabes Unidos
  • Eslováquia
  • Eslovênia
  • Espanha
  • Estados Unidos
  • Estônia
  • Finlândia
  • França
  • Grécia
  • Holanda
  • Hungria
  • Índia
  • Indonésia
  • Irlanda
  • Islândia
  • Itália
  • Kuwait
  • Letônia
  • Liechtenstein
  • Lituânia
  • Luxemburgo
  • Malta
  • Malásia
  • México
  • Noruega
  • Omã
  • Panamá
  • Polônia
  • Portugal
  • Reino Unido
  • República Tcheca
  • Romênia
  • Suécia
  • Suíça
  • Ucrânia
Reuters
Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.