Família canadense perde 3 gerações em acidente de avião na Etiópia

Queda do voo ET 302 no domingo (10) matou todas as 157 pessoas a bordo

Toronto | Reuters

Três gerações de uma família canadense estavam entre os 157 mortos no acidente do voo ET 302, no domingo (10), afirmou um parente da família nesta quarta. Eles viajavam para o Quênia. 

Prerit Dixit, 43, e Kosha Vaidya, 37, suas filhas Ashka Dixit, 14, e Anushka Dixit, 13, e os pais de Vaidya, Pannagesh Vaidya, 73, e Hansini Vaidya, 67, moravam em Brampton, no subúrbio de Toronto, e iam passar as férias no Quênia. 

Manant e Hiral Vaidya mostram fotografia de seus familiares que estavam entre os 157 mortos do acidente com um Boeing MAX 8 da Ethiopian Airlines no domingo (10)
Manant e Hiral Vaidya mostram fotografia de seus familiares que estavam entre os 157 mortos do acidente com um Boeing MAX 8 da Ethiopian Airlines no domingo (10) - Chris Helgren/Reuters

“É trágico e terrível”, afirmou Manant Vaidya, que perdeu a irmã, Kosha, e os pais. “Parece que todo o meu sistema de apoio desapareceu. Não faço ideia de como iremos suportar essa tragédia.”

Kosha ia apresentar às filhas o país onde nasceu. Seus pais voltavam ao Quênia pela primeira vez em mais de 50 anos.

Um avião Boeing 737 da Ethiopian Airlines caiu na Etiópia com 149 passageiros e oito tripulantes a bordo. É a segunda aeronave do modelo MAX 8 a cair nos últimos cinco meses.

O voo, que iria para Nairóbi (Quênia), caiu perto da cidade de Bishoftu, a 62 quilômetros a sudeste da capital da Etiópia, Adis Abeba. Cidadãos de 35 nacionalidades se encontravam na aeronave, entre os quais 32 quenianos, 18 canadenses, nove etíopes, oito italianos, oito norte-americanos e oito chineses.

Pelo menos 22 pessoas que trabalhavam para agências filiadas à ONU morreram no acidente. Na quarta (13), os EUA se somaram a mais de 50 países que vetaram voos com o modelo 737 MAX da Boeing devido a preocupações com a segurança da aeronave.

A Anac (Agência Nacional de Aviação) também anunciou a suspensão das operações dos aviões do mesmo modelo no espaço aéreo brasileiro.

Tópicos relacionados

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.